Economia

Crédito rural: BNDES suspende pedidos de financiamento para linha do Plano Safra

Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural

Está suspenso o Moderagro, Programa de Modernização da Agricultura e Conservação dos Recursos Naturais (Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural)

São Paulo, 14 – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) comunicou a suspensão de novos financiamentos para mais uma linha do Plano Safra 2020/21: o Moderagro, ou Programa de Modernização da Agricultura e Conservação dos Recursos Naturais.

Segundo o aviso 49/2020, publicado no site do banco de fomento, estão suspensos, a partir de 9 de outubro, pedidos de novos financiamentos para o Moderagro “em razão do nível de comprometimento dos recursos disponíveis no aludido programa, para o ano agrícola 2020/21”.

+ Crédito rural: contratação cresce 28% nos três primeiros meses da safra 2020/21
+ CMN reduz juros em operações de crédito rural do Funcafé

No dia 6 de outubro, o Ministério da Agricultura havia informado que a contratação de crédito rural entre julho e setembro já somou R$ 73,8 bilhões, ou 28% a mais que nos três primeiros meses do ano-safra 2019/20. Só para o Moderagro, foram contratados R$ 658 milhões – embora no dia de lançamento do Plano Safra 2020/21, em 17 de junho, os recursos anunciados para esta linha pelo governo federal fossem de R$ 1,45 bilhão, ou 20,8% maiores ante o ciclo passado.

Recentemente, no fim de setembro, o BNDES já havia suspendido novos pedidos de financiamento para o Pronamp Investimento (destinado ao médio produtor rural), algumas linhas do Pronaf (programa voltado ao produtor familiar) e também o Inovagro (linha destinada à inovação agropecuária).

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro