Economia

CVM registra novos processos contra a mineradora Vale

CVM registra novos processos contra a mineradora Vale

An aerial view shows the area of a collapsed dam in Brumadinho, Brazil, Saturday, Jan. 26, 2019. Rescuers searched for survivors in a huge area in southeastern Brazil buried by mud from the collapse of dam holding back mine waste, with several people dead and hundreds missing. (AP Photo/Andre Penner)

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda, responsável por fiscalizar o mercado de capitais, abriu ontem (28) o segundo processo administrativo para apurar comunicações feitas pela mineradora Vale relativas à tragédia de Brumadinho (MG).

O rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora na Mina Feijão, naquele município que integra a região metropolitana de Belo Horizonte, no último dia 25, provocou a morte, até agora, de 65 pessoas. Os bombeiros estimam ainda que há em torno de 288 desaparecidos.

Na própria sexta-feira (25),a CVM abriu o primeiro processo administrativo para apurar a comunicação da Vale em fato relevante ao mercado referente à tragédia, que está sendo acompanhado pela Superintendência de Relações com Empresas (SEP) da CVM. O novo processo para apurar reclamação de investidor será acompanhado pela Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores (SOI) da comissão.