Notícias

Decreto autoriza investimento para Companhias Docas fazerem melhorias em portos

O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que autoriza investimento para que a Companhias Docas pelo Brasil realizem melhorias na infraestrutura de seus portos, sem impacto fiscal. O Decreto será publicado no Diário Oficial da União, segundo informou a assessoria de Comunicação Social do Planalto.

Em nota, o governo diz que os portos brasileiros poderão aumentar o capital social baseado em investimentos realizados. Com o decreto, as Companhias Docas do Ceará, da Bahia, do Espírito Santo, do Rio de Janeiro e de São Paulo receberam autorização para aumentar o respectivo capital social. Esse aumento dependerá de deliberação da assembleia de acionistas.

Segundo as informações divulgadas pelo Planalto, o aumento de capital será de cerca de R$ 40 milhões para Companhia Docas do Ceará; cerca de R$ 660 mil para a Companhia Docas da Bahia; cerca de R$ 190 milhões para a Companhia Docas do Espírito Santo; cerca de R$ 6,5 milhões para a Companhia Docas do Rio de Janeiro; e cerca de R$ 380 milhões para a Companhia Docas de São Paulo.

“Tais recursos, repassados nos exercícios financeiros de 2015 a 2018, foram destinados à realização de investimentos em obras de infraestrutura portuária, viabilizando o aumento da capacidade instalada nos portos brasileiros. Não há, portanto, impacto fiscal com a edição deste decreto”, diz a nota divulgada há pouco.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?