Notícias

Decreto estabelece fluxo de propostas de atos do BC após autonomia da instituição

O governo federal editou decreto para adequar a norma sobre encaminhamento de propostas de ato normativo pelo Banco Central. A lei que deu autonomia ao Banco Central tirou a condição de ministro de Estado do presidente do BC e também a vinculação da autarquia ao Ministério da Economia.

Apenas ministros de Estado, pela Constituição, podem referendar atos presidenciais. Com o novo decreto, que ainda será publicado no Diário Oficial da União, o presidente do BC está sendo autorizado a usar o Sistema de Geração e Tramitação de Documentos Oficiais para que ele possa encaminhar propostas diretamente ao presidente da República. Tais proposições deverão ser referendadas por um ministro de Estado que assinará o ato junto, mas será encaminhada também com a assinatura do presidente do BC.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?