Notícias

Decreto estabelece fluxo de propostas de atos do BC após autonomia da instituição

O governo federal editou decreto para adequar a norma sobre encaminhamento de propostas de ato normativo pelo Banco Central. A lei que deu autonomia ao Banco Central tirou a condição de ministro de Estado do presidente do BC e também a vinculação da autarquia ao Ministério da Economia.

Apenas ministros de Estado, pela Constituição, podem referendar atos presidenciais. Com o novo decreto, que ainda será publicado no Diário Oficial da União, o presidente do BC está sendo autorizado a usar o Sistema de Geração e Tramitação de Documentos Oficiais para que ele possa encaminhar propostas diretamente ao presidente da República. Tais proposições deverão ser referendadas por um ministro de Estado que assinará o ato junto, mas será encaminhada também com a assinatura do presidente do BC.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais