Notícias

Deral aumenta estimativa para produção e rendimento de soja no PR

São Paulo, 20 – O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Paraná, revisou para cima a produção e o rendimento da primeira safra de soja no Estado na safra 2019/20. A estimativa de colheita subiu de 19,711 milhões de toneladas no mês passado para 20,361 milhões de t agora. Se confirmado, o volume será 26% superior ao produzido na temporada passada. O rendimento projetado é de 3.725 quilos por hectare, bem acima dos 2.971 kg/ha da safra 2018/19 – em janeiro, a projeção para 2019/20 era de 3.606 kg/ha.

A área total com soja soma, segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira, 5,466 milhões de hectares, igual à projeção de janeiro e em linha com a temporada anterior, quando 5,448 milhões de hectares foram semeados com a oleaginosa.

No Paraná, 22% da área de soja já foi colhida. Da oleaginosa ainda no campo, 92% têm boas condições. A comercialização, segundo o Deral, atinge 29% da produção esperada.

A projeção para área plantada com milho primeira safra 2019/20 no Estado foi mantida em 348,8 mil hectares, o que representa queda de 3% ante 2018/19. A expectativa de colheita foi ajustada para cima, com expectativa agora de produção de 3,309 milhões de toneladas, em comparação com 3,247 milhões de toneladas de janeiro.

Se confirmado o volume, a safra verão de milho no Paraná será 5% maior ante o período anterior. O rendimento médio projetado é de 9.487 quilos por hectare, ante 9.309 kg/ha em janeiro. A colheita da safra verão de milho atinge 23% da área total, sendo que em 94% dela se desenvolve bem. Segundo o Deral, 11% do milho foi comercializado por produtores e cooperativas.

Já o plantio do milho 2ª safra alcança 32% da área projetada em 2,165 milhões de hectares, 3% menor que a da temporada anterior e acima dos 2,153 milhões de hectares projetados em janeiro. A produção foi elevada de 12,346 milhões de toneladas em janeiro para 12,404 milhões de toneladas em fevereiro, 7% inferior à do ciclo passado. O rendimento médio projetado é de 5.729 quilos por hectare, ante 5.957 kg/ha em 2018/19.