Economia

Diferença de preços entre carne de porco e bovina bate recorde, diz Cepea

Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural

Na primeira metade de junho, a carcaça especial suína foi negociada, no mercado atacadista da Grande São Paulo (Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural)

São Paulo, 17 – O preço da carne suína teve forte recuo entre o fim de maio e o início de junho e, com isso, a competitividade da proteína em relação às suas principais concorrentes, a carne de frango e bovina, cresceu na primeira quinzena do mês, informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP), em relatório antecipado ao Estadão/Broadcast.

Além disso, acrescenta o centro de estudos, a distância de preços entre a carne suína e a bovina bateu recorde. Conforme levantamento do Cepea, na primeira metade de junho, a carcaça especial suína foi negociada, no mercado atacadista da Grande São Paulo, a R$ 10,88 o quilo abaixo da carcaça casada bovina, diferença 0,7% maior que a de maio e expressivos 40,7% acima da registrada em junho/2020.

+ Cepea: setor segue atento à redução dos embarques de carne à China

Já na comparação com o frango inteiro congelado, a carcaça especial suína foi negociada a R$ 2,68 o quilo acima da proteína avícola, diferença 27% menor que a de maio, mas ainda 25,5% acima da registrada em junho/2020.

A maior oferta de animais explica a queda de preços da carne suína, em meio a um cenário de fraca demanda interna pelas proteínas animais em geral. Na parcial de junho (até o dia 15), a carcaça especial suína registra média de R$ 9,50 o quilo na Grande São Paulo, recuo de 4,7% frente à do mês anterior, mas ainda 51,1% acima da observada em junho/2020, em termos nominais.

No mercado de frango, o baixo nível de estoques e as vendas internas e externas aquecidas têm elevado os preços da carne. Assim, o produto inteiro resfriado comercializado na Grande São Paulo apresenta média de R$ 6,82/kg neste mês, alta de 12,4% sobre a de maio e ainda 68,3% acima da de junho/20.

Já para carne bovina, observa-se recuo nos preços, mas de maneira menos intensa que a suína. Neste caso, o alto preço da proteína vai de encontro com o baixo poder de compra da população. A carcaça casada foi negociada à média de R$ 20,38/kg neste mês, queda de 2,1% frente à de maio, porém, 45,7% acima da de junho/20.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais