Notícias

Em depoimento na CPI da Covid, advogado da Precisa diz que ficará em silêncio

O advogado da Precisa Medicamentos, Túlio Silveira, afirmou à CPI da Covid nesta quarta-feira (18) que ficará em silêncio durante seu depoimento em respeito às prerrogativas da advocacia. “Exercerei meu direito inalienável ao silêncio, estou aqui na condição de investigado”, disse Silveira. A afirmação foi feita logo após o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), ter rejeitado uma questão de ordem apresentada pela defesa, que pedia que a CPI reconsiderasse a oitiva. Silveira também negou prestar compromisso de “dizer a verdade” nos termos da lei.

Apesar de afirmar que ficará em silêncio, Silveira já respondeu perguntas iniciais feitas pelo relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), sobre sua relação com a Precisa Medicamentos. Segundo ele, o escopo de sua atuação no contrato da vacina indiana Covaxin foi para “serviços advocatícios”. “Eu não participo de negociações, eu sou advogado e assisto à companhia”, respondeu o advogado ao ser questionado por Calheiros se estaria participando de negociações em contratos com o governo federal.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?