Notícias

Embarque de granéis sólidos caiu 2,2% mas representou 77% da movimentação no PR

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Foram cerca de 3,054 milhões de toneladas no mês passado, pouco abaixo dos 3,122 milhões de toneladas verificadas no mês equivalente de 2020 (Crédito: Arquivo/Agência Brasil )

São Paulo, 9 – As exportações de granéis sólidos pelo Porto de Paranaguá, que em maio abrangeram soja, farelos e açúcar a granel, recuaram 2,2% em relação a igual mês de 2020, segundo dados divulgado nesta manhã pela Portos do Paraná, estatal que administra os portos de Paranaguá e Antonina.

Foram cerca de 3,054 milhões de toneladas no mês passado, pouco abaixo dos 3,122 milhões de toneladas verificadas no mês equivalente de 2020. Ainda assim, a categoria representou mais de 77% de toda a exportação pelos portos de Paranaguá e Antonina no mês passado.

+ Exportação de carne cai 18% em maio, para 150.711 t, diz Abrafrigo

Os embarques de soja foram 6% menores em maio em relação a um ano atrás, somando 1,984 milhão de toneladas. A exportações de farelo também caíram na mesma base de comparação, 11%, totalizando 563,8 mil toneladas. Já os envios de açúcar a granel ao exterior aumentaram 30,9%, de 375,7 mil toneladas há um ano para 492,1 mil toneladas no mês passado. O total de açúcar exportado em maio, incluindo açúcar em saca, considerado carga geral, foi de 551,3 mil toneladas, 20% acima do registrado em maio de 2020.

Nas importações de produtos agrícolas, o volume de adubos trazido do exterior no mês passado, 917,5 mil toneladas, superou em 5% o do mês correspondente do ano passado. O país também importou pelos portos paranaenses 26,1 mil toneladas de trigo e 19,5 mil toneladas de óleos vegetais, enquanto em maio de 2020 não tinham sido registrados desembarques destes produtos.

Entre janeiro e maio, a movimentação total dos granéis sólidos soja, farelo, milho, trigo e açúcar a granel – exportação e importação – teve leve queda, de 3%. “O tempo chuvoso e o atraso (nos trabalhos) no campo prejudicaram os embarques nos primeiros meses do ano, mas o segmento segue responsável por mais de 63% das movimentações nos portos paranaenses”, destacou a Portos do Paraná no comunicado. No acumulado de 2021, foram movimentadas 15,432 milhões de toneladas de granéis sólidos, ante 15,879 milhões em igual período do ano passado.

Nas exportações agrícolas do ano pelos portos paranaenses, os embarques de milho chegaram a 591,5 mil toneladas, superando em 99% as 297,8 mil toneladas exportadas em igual período de 2020. Os embarques totais de açúcar (a granel e em saca) acumulam 37% de alta, com 1,543 milhão de toneladas, enquanto as de óleos vegetais estão 17% superiores, com 508,1 mil toneladas. Já o envio ao exterior de soja, no período, caiu 13%, para 6,882 milhões de toneladas, e o de farelo recuou 19%, para 2,523 milhões de toneladas.

Nas importações de janeiro a maio, os fertilizantes representaram quase 44% de tudo que chegou do exterior aos portos paranaenses, com 4,193 milhões de toneladas no período, 10% acima do registrado no intervalo correspondente do ano passado. Os desembarques de trigo no período foram 33% menores do que no mesmo intervalo de 2020, com 122,9 mil toneladas.

Recorde Os portos de Paranaguá e Antonina atingiram novo recorde de movimentação de cargas em um único mês, 6,081 milhões de toneladas transportadas em maio. Pela primeira vez, os terminais superaram o patamar de seis milhões de toneladas nesse período. O volume é 5% maior que o recorde mensal anterior, de maio de 2020, de acordo com a Portos do Paraná. Quase 20% de toda a carga movimentada no mês foi caracterizada como geral, 1,203 milhão de toneladas.

Nos primeiros cinco meses do ano, a movimentação nos portos paranaenses chegou a 24,343 milhões de toneladas, alta de 2% ante igual período do ano anterior. As exportações somaram 14,752 milhões de toneladas e as importações, 9,591 milhões de toneladas.

Nos cinco meses, o destaque foi no segmento de carga geral, com 5,498 milhões de toneladas, 14% a mais do que há um ano.

Em contêineres, a movimentação em maio somou 1,056 milhão de toneladas, sendo 550,2 mil toneladas exportadas e 505,8 mil, importadas. Em cinco meses, foram 4,736 milhões de toneladas de cargas movimentadas em contêineres. A importação de fertilizantes desta forma somou 175,6 mil toneladas.

Na exportação por contêiner, o produto com maior volume foi o frango congelado, 776,8 mil toneladas nos primeiros cinco meses de 2021, ou 37% das exportações no segmento.

Antonina O Porto de Antonina registrou alta de 30% na movimentação, com 265,7 mil toneladas entre janeiro e maio de 2021, ante 120,8 mil em igual período de 2020. O açúcar, que não foi movimentado nos cinco primeiros meses do ano passado, foi exportado em 2021, 89,206 mil toneladas no total. As importações de fertilizantes pelo terminal aumentaram 46% no ano, somando 176,546 mil toneladas.

Contato: clarice.couto@estadao.com
()

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?