• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias04/12/2021

Estudo do IBGE situa 1 de cada 4 brasileiros sob a linha da pobreza

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo04/12/21 - 18h00min

O auxílio emergencial evitou, temporariamente, o agravamento da pobreza no País em 2020, em meio ao choque da covid-19, mas parece ter apenas anestesiado o problema. Com o vaivém do benefício do ano passado para este, a miséria espreita os brasileiros mais vulneráveis. Sem os programas sociais, os 10% mais pobres da população teriam sobrevivido o ano passado com apenas R$ 13,00 por mês, ou R$ 0,43 por pessoa a cada dia.

A conta - excluindo da composição do rendimento familiar os valores recebidos com o auxílio emergencial e com benefícios estaduais e municipais complementares - divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é hipotética, mas bem poderia descrever as agruras de Daniele, de 23 anos, que ontem, ao lado da mãe, Edinalva, catava alimentos de caçambas de descarte na Ceasa, central de comercialização de legumes e frutas na zona norte do Rio. Mãe de gêmeos, Daniele enfrentou a crise da pandemia sem o auxílio emergencial.

GRAVIDEZ DE RISCO. "Minha gravidez foi de risco, e fiquei a maior parte do tempo internada", disse, enquanto garimpava bons dentes de alho em meio a centenas de outros cujo destino será o lixo. "Por causa disso, não consegui ir resolver e fiquei sem o auxílio emergencial. Agora, tenho de colocar meus filhos no Bolsa Família, né? Não consegui resolver ainda."

A mãe de Daniele, que divide a casa com a filha e outras oito pessoas, cata alimentos na Ceasa há quase duas décadas. O auxílio emergencial no ano passado "ajudou um pouquinho", mas não resolveu. "Ganhei R$ 1.600 da primeira vez, depois R$ 600, depois R$ 370... Agora, está R$ 320. Só foi diminuindo, e as coisas todas aumentando. Você leva as coisas daqui, mas tem de cozinhar. Antes, você tem de lavar, e o custo da água está um absurdo. O gás, eu pago R$ 95", disse Edinalva.

Embora estude a desigualdade de renda no Brasil há anos, Marcelo Medeiros, professor visitante da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, se disse "chocado". Com os benefícios governamentais, o grupo de 21 milhões de brasileiros mais pobres sobreviveu em 2020 com R$ 128 mensais por pessoa da família. Embora ainda insuficiente, o montante representa uma alta de 14,9% ante os R$ 111 mensais de 2019.

A injeção bilionária de recursos extraordinários fez o número de brasileiros abaixo da linha de pobreza do Banco Mundial cair, em 2020, ao menor nível desde 2014. Ainda assim, praticamente um em cada quatro brasileiros (24,1% da população) viveu abaixo dessa linha no ano passado. São quase 51 milhões de pessoas com menos de R$ 450 por mês. Não fossem os programas de transferências de renda, o contingente seria quase um terço da população (32,1%). Em 2019, a proporção era de 25,9%.

Mesmo com o auxílio emergencial, 12,046 milhões (5,7%) viveram abaixo da linha de miséria (rendimento médio mensal de R$ 155 por pessoa) em 2020, o menor nível desde 2015. Sem os benefícios, seriam mais do que o dobro: 27,313 milhões (12,9% dos habitantes, ante 6,8% em 2019). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais