Sustentabilidade

Estudo usa vespas nativas para controlar mosca-das-frutas

Crédito: Paulo Lanzetta / Divulgação / Embrapa

Larvas da vespa se alimentarão das larvas da praga, controlando a proliferação (Crédito: Paulo Lanzetta / Divulgação / Embrapa)

Os pesquisadores do Laboratório de Entomologia da Embrapa Clima Temperado, em Pelotas (RS), utilizaram parasitoides nativos para controlar as moscas-das-frutas (A.fraterculus e C. capitata). A vespa Doryctobracon areolatus alcançou até 40% de parasitismo das larvas da mosca, considerada um dos grandes problemas da fruticultura.

Os cientistas informam que os resultados são promissores e indicam potencial de uso nos pomares como técnica de controle biológico dentro de uma estratégia de manejo integrado de pragas. O parasitoide poderá ser indicado tanto para cultivos orgânicos quanto para pomares convencionais.

+ Ararinhas-azuis chegam ao Brasil nesta terça-feira
+ Peixinho guaru vira arma contra mosquito da dengue no interior de SP
+ China enfrenta gafanhotos com exército de 100 mil patos

Na prática, o uso desse parasitoide envolve etapas de produção das vespas, em laboratório, seguido de sua liberação nos pomares que estejam com ataque de moscas-das-frutas. Após a liberação, as fêmeas do parasitoide irão localizar as larvas da praga no interior dos frutos. Ela se alimentará das vísceras e do conteúdo do hospedeiro, evitando assim a perpetuação da mosca-da-fruta.

Um dos cientistas responsáveis pelo estudo, o entomologista Dori Edson Nava, ressalta que o trabalho terá outras etapas de avaliação e estudos que estão programadas para os próximos anos. Ainda não há uma estimativa de custos de produção com o uso de parasitoides. Mas, segundo Nava, a tendência é um custo inicial mais elevado que diminuirá ao longo do tempo.

O cientista informa que ainda faltam outras etapas para estabelecer parâmetros de liberação do parasitoide, em itens como época, quantidade e frequência. A tecnologia é desenvolvida em parceria com a empresa Partamon.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro