Evento

Evento “HORIZONS” discute as tendências da produção de alimentos no Brasil e no mundo

Evento “HORIZONS” discute as tendências da  produção de alimentos no Brasil e no mundo

Com PIB agro superior a R$ 1,5 trilhão por ano, o Brasil é um dos três maiores produtores e exportadores de alimentos do planeta. Porém, o mundo espera mais do País. Segundo a FAO, o Brasil precisa contribuir com 40% do objetivo de dobrar a produção de alimentos até 2050 para saciar a fome de uma população que terá mais de 9 bilhões de pessoas. Mas afinal, o Brasil está preparado para cumprir a missão? Esta é a discussão central do HORIZONS, evento de tendências da alimentação global, nos dias 9 e 10 de outubro, em Atibaia (SP).

HORIZONS é uma iniciativa da Trouw Nutrition, uma das maiores indústrias de nutrição animal do mundo, pertencente ao grupo holandês Nutreco, com apoio de Rabobank, Elanco, Rafitec Embalagens e Yes Nutrição Animal. As discussões serão acompanhadas por cerca de 200 líderes da produção de alimentos no Brasil.

“Os especialistas dizem que o crescimento da oferta de alimentos para atender à crescente demanda da população mundial passa, necessariamente, pelo uso de tecnologias em detrimento do aumento da área”, diz Stefan Mihailov, presidente da Trouw Nutrition Brasil, coordenador geral do HORIZONS. “Além disso, o componente ‘sustentabilidade’ é cada vez mais relevante a ponto de não se imaginar produzir mais sem responsabilidade ambiental e social.”

De acordo com Jeremy Gutsche (Trend Hunter), palestrante do HORIZONS, com o desafio lançado, é preciso, mais do que nunca, “buscar soluções disruptivas”. Nesse campo, surgem temas como a nutrição sustentável e o indiscutível uso de Internet das Coisas (IoT), blockchains, big data e inteligência artificial. Em uma outra frente desenvolvem-se pesquisas sobre carne de laboratório e incremento do consumo de insetos. Isso é chamado por Arnold Van Hues (Universidade de Wageningen, Holanda) de ‘a proteína do futuro’.

 

“O cenário é desafiador, mas temos condições para atender à crescente demanda. Porém, precisamos ser inovadores e dispor das novas tecnologias e soluções”, afirma Stefan Mihailov.  Esse tema é o foco central da mesa-redonda sobre as perspectivas de aumento da produção de alimentos no Brasil no HORIZONS, com a presença de Francisco Turra (Associação Brasileira da Proteína Animal), Antonio Jorge Camardelli (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes), Roberto Jank Jr. (Associação Brasileira dos Produtores de Leite) e Ricardo Neukirchner (Associação brasileira da Piscicultura). O ex-secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, será o mediador. O secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Eumar Novacki, também falará sobre os novos horizontes do agronegócio brasileiro.

Mais informações: www.horizonstn.com.br