• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias02/09/2021

Ex-vereador é condenado a multa de R$ 228 mil por contratar gráfica da mulher

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo02/09/21 - 17h54min

O Ministério Público solicitou, na última segunda-feira, 30, o cumprimento da sentença que condenou o ex-vereador de São Paulo, Antonio Goulart dos Reis (PSD) por improbidade administrativa. O ex-parlamentar terá que pagar uma multa de R$ 228 mil por ter usado dinheiro de gabinete para contratar os serviços de uma gráfica em que sua mulher era sócia. A empresa também foi condenada e terá que indenizar o município no mesmo valor.

De acordo com o processo, o caso aconteceu entre os anos de 2009 e 2010, quando Reis ocupava uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo. À época quando era vereador, Reis contratou o serviço gráfico de impressão de panfletos e cartões pelo valor de R$ 37,8 mil da CompanyGraf Produções Gráficas e Editora LTDA. Contudo, a empresa escolhida por ele tinha como sócia a mulher do parlamentar, Kazuko Hayashi Goulart.

Diante da repercussão do caso, o Ministério Público ajuizou ação por improbidade administrativa contra representante e a empresa contratada. O parlamentar chegou a devolver o valor pago pelo serviço para a Câmara Municipal, mesmo assim foi condenado a indenizar o erário municipal em 15 vezes o seu salário quando ocupava o legislativo local. Reis chegou a recorrer da sentença, mas acabou derrotado em todas as instâncias. O processo tramitou em julgado e a decisão não cabe mais recurso.

Conforme determinou o pedido de cumprimento de sentença, o ex-vereador e a empresa contratada terão prazo de 15 dias para realizar o pagamento da multa, totalizando R$ 457.137,30. Caso o depósito não seja efetuado pelas partes, será cobrada uma multa processual de 10% do valor devido.

COM A PALAVRA, O EX-VEREADOR ANTONIO GOULART REIS

A reportagem tenta contato com o ex-vereador de São Paulo Antonio Goulart Reis. O espaço está aberto para manifestação.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
Antonio Goulart dos Reis