Economia

Exportação de carne de frango para a China expande 55% no 1º tri para US$ 345,3 milhões

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Entre janeiro e o fim de março do ano passado, o País vendeu US$ 222 milhões em carne de frango para a China (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A China aumentou a intensidade das compras no Brasil no primeiro trimestre quando o assunto é proteína. Em meio à pandemia da Covid-19, doença do coronavírus, apenas no segmento de carne de frango, os chineses demandaram 55% a mais do que nos primeiros três meses de 2019.

Entre janeiro e o fim de março do ano passado, o País vendeu US$ 222 milhões em carne de frango para a China. Em 2020, em igual período, foram US$ 345,3 milhões, um aumento de US$ 123,3 milhões.

+ Exportação de frango em março cresce 2,6% em volume mas recua 1,7% em receita
+ Coronavírus derruba demanda doméstica de carne de frango
+ Abate de frangos sobe 1,9% em 2019 ante 2018, diz IBGE 

Segundo levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com base nos dados da balança comercial da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, o Brasil exportou US$ 1,5 bilhão da proteína no primeiro trimestre deste ano. O montante representa avanço de 7% sobre os três primeiros meses de 2019.