Economia

Exportação mundial de café reduz 7,6% em janeiro

Crédito: Reprodução/Embrapa

A pesquisa deve ser preenchida por todos os armazenadores do grão (Crédito: Reprodução/Embrapa)

A exportação mundial de café, em sacas de 60 kg, encolheu 7,6% em janeiro na comparação com igual período do ano anterior.

Segundo relatório da Organização Internacional do Café (OIC), os países exportaram, no mês passado, 10,29 milhões de sacas. Em janeiro de 2019, foram 11,14 milhões de sacas.

+ Programa denuncia Nespresso por usar café colhido por crianças
+ INTL FCStone estima safra brasileira 2020 em 65,1 milhões de sacas de café
+ Alta no dólar impulsiona preço do café no Brasil 

A queda foi puxada, principalmente, pelo café robusta. As vendas para o exterior dos países diminuiu 12%, de 4,27 milhões de sacas para 3,75 milhões, recuo de 515 mil sacas.

O tipo arábica, apesar de ter sido comercializado em maior quantidade, apresentou queda de 336 mil sacas. Em janeiro, as nações venderam 6,53 milhões de sacas, contra 6,86 milhões no primeiro mês de 2019.

Mesmo com recuo de 7,2%, para 3,22 milhões de sacas, o Brasil continua na liderança globa de exportação de café.

O Vietnã parece na segunda posição, com 2,3 milhões de sacas vendidas, decréscimo de 23,3% na comparação entre os meses.

A Colômbia apresentou queda de 8,7%, para 1,06 milhão de sacas, e ficou com a terceira posição dos maiores exportadores.