Geral

Fazenda em Israel não vai separar fêmeas de suas mães após o nascimento

Crédito: Reprodução/Embrapa

Atualmente, a separação de bezerros após o nascimento tem sido alvo de críticas tanto do mercado de laticínios, quanto das entidades de proteção animal do país (Crédito: Reprodução/Embrapa)

Uma fazenda de gado de leite no sul de Israel começou um projeto piloto de estábulo industrial que não vai separar as fêmeas de suas mães logo após o nascimento. Com isso, a produtividade das futura vacas leiteiras tende a aumentar.

O projeto será executado em um estábulo relativamente novo em Moshav Idan, no deserto de Arava, no sul de Israel, de acordo com o site The Times of Israel.

+ Produtores de leite podem ter desconto na conta de luz
+ Empraba lança app que mostra o desempenho do rebanho leiteiro 

Atualmente, a separação de bezerros após o nascimento tem sido alvo de críticas tanto do mercado de laticínios, quanto das entidades de proteção animal do país.

A técnica será realizada apenas com filhotes fêmeas. Os machos continuarão sendo enviados para a engorda antes do abate.

O projeto prevê que as fêmeas fiquem com suas mães por três a seis meses até o desmame. Vários estudos, segundo o The Times of Israel, apontam que animais que mamam tem melhor saúde e maior produção de leite ao longo da vida.