Notícias

FCStone: produção do Irã pode cair a 2,5 mi de barris/dia com sanções dos EUA

São Paulo, 17 – A produção de petróleo do Irã deve cair de cerca de 3,5 milhões de barris por dia atualmente para 2,5 milhões de barris/dia, ou menos, até o fim do ano, segundo o analista de Inteligência de Mercado da INTL FCStone, Fábio Rezende. A previsão de queda se deve às sanções impostas pelos Estados Unidos ao país, após o presidente Donald Trump ter abandonado o acordo nuclear que havia sido fechado por seu antecessor, Barack Obama.

“As sanções dos EUA ao Irã começam a valer em 4 de novembro mas já vemos muitos países deixando de comprar petróleo iraniano”, disse Rezende durante evento realizado pela consultoria em São Paulo.

Com a queda da produção no Irã e também na Venezuela, em virtude da grave crise econômica por que passa o país sul-americano, assim como limitações logísticas nos Estados Unidos, as cotações do combustível fóssil tendem a se manter sustentadas nos próximos meses, ainda que algumas entidades internacionais prevejam redução do crescimento econômico e consequente diminuição da demanda por petróleo.

“Em maio, a cotação do petróleo ficou entre US$ 70 e US$ 80 por barril e, nas últimas semanas, rompeu a resistência dos US$ 80 e bateu US$ 85/barril. Nos próximos meses deve subir, mantendo os US$ 80 por barril como suporte”, comentou o analista.