• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias06/07/2022

Fed/ata: guerra pressiona inflação e lockdowns na China, cadeias de produção

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo06/07/22 - 16h37min

Os dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) seguem atentos aos desdobramentos da guerra na Ucrânia e aos lockdowns impostos pelo governo da China para conter a disseminação da covid-19, mostrou a ata da última reunião de política monetária, publicada nesta quarta-feira, 6. O conflito impõe pressão de alta sobre a inflação global e pesa na atividade econômica do mundo, aponta o documento.

Na avaliação dos dirigentes, a invasão da Rússia ao território ucraniano e "eventos relacionados", como as sanções impostas contra Moscou, "criam pressão adicional de alta sobre a inflação e estão pesando na atividade econômica global".

Além disso, os dirigentes acreditam que os lockdowns na China "devem exacerbar problemas nas cadeias de produção". Nesse contexto, os dirigentes ressaltaram estar "bastante atentos" aos riscos de mais inflação.

Para o staff do Fed, indicadores de atividade da China apontavam para uma restrição "considerável" da atividade econômica por causa dos lockdowns. Além disso, a invasão russa à Ucrânia continuava a pesar na atividade no exterior, "com estresses persistentes nos mercados globais de commodities e queda na confiança do consumidor e das empresas, especialmente na Europa".

Nesse quadro, a inflação no exterior subiu, puxada por energia e alimentos, bem como pelo avanço adicional de pressões sobre outros preços. Diante disso, bancos centrais pelo mundo apertavam a política monetária para conter a inflação elevada, destacou o staff do BC americano, segundo a ata.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
ATA