Notícias

Feira Sial China pode render até US$ 1 bi em negócios nos próximos 12 meses

Crédito: Divulgação

São Paulo, 20 – A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) divulgou comunicado no qual faz um balanço da participação do setor na Sial China, uma das maiores feiras de inovação do setor alimentício do mundo, encerrada no último dia 16 de maio em Xangai. Conforme a Abiec, foi fechado um total de acordos na ordem de US$ 293,3 milhões.

As negociações durante o evento renderam ainda uma expectativa de mais de US$ 1 bilhão em negócios para os próximos 12 meses.

Em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a participação brasileira teve a presença de 16 empresas associadas: Barra Mansa, Boi Brasil, Cooperfrigu, Estrela, Frigol, Frigotil, Frisa, Iguatemi, JBS, Minerva, Marfrig, Masterboi, Mataboi, Mercúrio, Naturafrig e Plena.

“Nossa avaliação é de que a feira foi muito proveitosa num momento em que o Brasil negocia a ampliação das exportações para a China por meio de novas habilitações”, ressaltou no comunicado o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli.

Durante o evento foram consumidos mais de 500 quilos de carne, que além do tradicional preparo brasileiro, foram servidas também numa versão típica da culinária chinesa.

Em 2018 os embarques para a China somaram 322,4 mil toneladas e fecharam em US$ 1,49 bilhões, crescimento de 52,54% e 60,04%, respectivamente, em relação a 2017. Com isso a China já representa o segundo principal mercado para o Brasil em volume, com 19,6% do total e o primeiro em faturamento com 22,6% de participação.