Negócios

Fertilizantes: Nutrien reverte lucro e tem prejuízo de US$ 35 milhões no 1ºtri

Crédito: Reprodução/Nutrien

A Nutrien disse que a pandemia de covid-19 teve impacto direto limitado sobre as operações da companhia ou a demanda por insumos no primeiro trimestre (Crédito: Reprodução/Nutrien)

São Paulo, 7 – A companhia canadense de fertilizantes Nutrien registrou prejuízo de US$ 35 milhões, ou US$ 0,06 por ação, no primeiro trimestre de 2020, anunciou a empresa na noite desta quarta-feira. Em igual período do ano passado, a companhia tinha registrado lucro de US$ 41 milhões, ou US$ 0,07 por ação. Segundo a Nutrien, o resultado foi motivado principalmente por preços de venda mais baixos, resultado de uma desaceleração temporária em alguns mercados de fertilizantes. A receita aumentou 12,6%, para US$ 4,186 bilhões.

+ Nutrien anuncia acordo para compra do Grupo Tec Agro, de Goiás
+ Fertilizantes: Nutrien reverte lucro e tem prejuízo de US$ 48 milhões no 4º tri 

A Nutrien disse que a pandemia de covid-19 teve impacto direto limitado sobre as operações da companhia ou a demanda por insumos no primeiro trimestre. “A Nutrien continua produzindo e entregando insumos agrícolas de maneira segura e eficiente para agricultores da América do Norte e do mundo durante esse período de crescente incerteza global”, disse o CEO da empresa, Chuck Magro. Esse impacto foi em parte compensado por fortes vendas no varejo e uma alta margem bruta, segundo a companhia. No segmento de varejo, as vendas aumentaram 30%, para US$ 2,649 bilhões.

A receita com potássio diminuiu 26%, para US$ 517 milhões. Na América do Norte, o volume de vendas de potássio cresceu 18%, com a expectativa de uma área semeada maior e clima mais favorável este ano. Em outras regiões, a queda do volume foi de 11%. Em nitrogenados, as vendas diminuíram 3%, para US$ 530 milhões. A receita com fosfatados caiu 13%, para US$ 279 milhões.

Para todo o ano de 2020, a Nutrien reduziu seu guidance de lucro líquido ajustado para uma faixa entre US$ 1,50 e US$ 2,10 por ação, de um intervalo entre US$ 1,90 e US$ 2,60 anteriormente. A companhia disse que os preços globais de potássio continuam sob pressão e que reduziu em aproximadamente 1 milhão de toneladas sua projeção de exportações globais em 2020, para uma faixa entre 65 milhões e 67 milhões de toneladas. Essa redução se deve à expectativa de menor demanda no Sudeste Asiático e a embarques abaixo do esperado em 2020 até agora, disse a Nutrien.