• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias27/10/2021

FMI pede a G-20 ação decidida para superar pandemia e buscar economia sustentável

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo27/10/21 - 12h25min

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, defende que líderes adotem "ação decidida" para acabar com a pandemia da covid-19 e "criar espaço para uma economia mais sustentável e inclusiva". Segundo ela, as fundações para a recuperação "seguem fortes", diante do esforço combinado da vacinação e de medidas "extraordinárias, sincronizadas" lideradas pelo G-20.

A análise de Georgieva é publicada nesta quarta-feira, 27, no blog do FMI, por ocasião do encontro de cúpula do G-20 neste fim de semana em Roma.

A diretora-gerente lembra que o FMI reduziu recentemente sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) global, a 5,9%. "A perspectiva é incerta, e os riscos de baixa dominam", nota. E menciona que a divergência entre ricos e pobres segue persistente, com nações em desenvolvimento muitas vezes em quadro "desesperador" de falta de imunizantes contra a covid-19.

Georgieva diz que o FMI defende medidas decididas dentro das próprias economias. Ela argumenta que a política monetária deve apoiar o quadro para além de fatores temporários que geram inflação, mas também que os bancos centrais devem estar prontos para agir caso as expectativas para os preços apresentem riscos. Políticas monetárias e fiscais bem calibradas podem gerar espaço para gastos com saúde e os mais vulneráveis, comenta.

Segundo ela, um pacote de medidas de curto e médio prazo poderia impulsionar o PIB real agregado do G-20 em US$ 4,9 trilhões até 2026.

O FMI recomenda que o G-20 destine cerca de US$ 20 trilhões a mais para enfrentar a covid-19, com foco nos países mais pobres e que conseguiram avançar menos na vacinação. Também pede que os mais ricos ajudem as nações mais pobres a equilibrar sua situação financeira, e pede que exista um compromisso com um "pacote abrangente para atingir emissão de carbono zero até meados do século".

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
Ações