• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias20/01/2022

FMI propõe programa de US$ 50 bi para apoiar resiliência e sustentabilidade

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo20/01/22 - 12h44min

O Fundo Monetário Internacional (FMI) propõe o lançamento de um programa de até US$ 50 bilhões tendo em vista um financiamento de Confiança de Resiliência e Sustentabilidade (RST, na sigla em inglês). De acordo com uma publicação no blog do Fundo, o objetivo central é fornecer financiamento de longo prazo acessível para apoiar os países a enfrentar desafios estruturais. Segundo o documento, a quantia poderia ajudar os países de baixa e média rendas a criar resiliência a choques no balanço de pagamentos e garantir uma recuperação sustentável.

"O apoio RST visa abordar desafios estruturais de longo prazo que envolvem riscos macroeconômicos significativos para a resiliência e sustentabilidade dos países membros, incluindo mudanças climáticas, preparação para pandemias e digitalização", explica o FMI, que pondera que nem todos desafios estruturais se prestam aos empréstimos.

Segundo o Fundo, o forte compromisso das autoridades dos países para fazer reformas necessárias serão críticas para catalisar o financiamento de bancos de desenvolvimento e o setor privado.

Para se qualificar ao suporte, um membro elegível precisaria de: "um pacote de medidas de política consistentes com o propósito RST; um programa de financiamento simultâneo ou não financeiro apoiado pelo FMI com políticas macroeconômicas apropriadas para mitigar os riscos para mutuários e credores; e dívida sustentável e capacidade adequada para reembolsar o fundo", diz o documento.

O RST seria estabelecido sob o poder do FMI para administrar recursos dos contribuintes, o que permite prazos mais flexíveis, notadamente nos vencimentos, do que os termos que se aplicam aos recursos gerais do FMI, aponta o órgão. Consistente com o prazo mais longo e a natureza dos riscos que o RST procura resolver, seus empréstimos teriam prazos mais longos do que o financiamento tradicional, afirma.

"O sucesso dependerá de um FMI economicamente mais forte e membros fornecendo recursos significativos para ajudar os países a melhorar a longo prazo a resiliência e sustentabilidade", diz o FMI. Além disso, será necessário outras instituições financeiras internacionais apoiando com sua experiência, conhecimento e financiamento sempre que possível, o que também ajudaria mobilizar o investimento do setor privado, afirma o documento. "Diante de uma série de desafios estruturais de longo prazo que exigem ação global, nunca foi tão importante apoiar todos os países a enfrentar esses desafios o mais cedo possível e alcançar um crescimento sustentável", conclui a publicação, assinada por Ceyla Pazarbasioglu e Uma Ramakrishnan.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
APOIO