Geral

Frete de grãos em MT sobe de 5% a 8% em alguns trechos com falta de caminhões

Crédito: Divulgação

São Paulo, 31 – O frete para transporte de grãos em alguns trechos de Mato Grosso subiu de 5% a 8%, refletindo a falta de caminhões para transporte de carga, disse o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em informativo enviado por WhatsApp. “Caminhoneiro está optando por trabalhar mais próximo de sua casa ou até ficando com o caminhão parado”, disse o Imea.

Segundo o instituto, a maioria dos fretes está sendo feita dentro do Estado. “O trajeto até Miritituba (PA) é praticamente o único (ponta longa) em que a demanda está ocorrendo, pois o trajeto longo requer locais para descanso e reabastecimento, e em alguns outros trechos isso não está sendo possível”, apontou o Imea.

+ Logística do país está garantida durante pandemia, diz ministro
+ Para diretor da CNTTL, não é o momento para greve de caminhoneiros
+ Covid-19: PGR quer que STF garanta tráfego entre estados e municípios

Quanto à comercialização de soja, o Imea destacou, em boletim semanal, que, embora haja incerteza quanto ao impacto do coronavírus na economia global, o dólar acima de R$ 5 beneficia o mercado brasileiro de commodities, principalmente a soja disponível.

A moeda norte-americana valorizada ante o real aumenta a competitividade da oleaginosa brasileira, e a procura chinesa por soja da América do Sul continua forte, segundo o Imea.

Conforme o instituto, apesar de algumas tradings estarem fora do mercado na última semana, parte das empresas continuou operando no disponível. “O preço da soja nos portos brasileiros tem entrado em uma crescente valorização desde o início de fevereiro, e alcançou patamares recordes, o que se refletiu nas cotações dentro do Estado, um movimento atípico para o período de colheita.”

O Imea destacou, entretanto, que o câmbio sempre é uma “faca de dois gumes”, uma vez que o setor depende de importação para grande parte da matéria-prima que utiliza para produzir (sementes, fertilizantes e defensivos). Segundo o instituto, mais da metade dos insumos para a próxima safra ainda precisam ser adquiridos.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?