Economia

Funcafé terá orçamento recorde de R$ 5,71 bilhões

Crédito: Reprodução/Embrapa

A pesquisa deve ser preenchida por todos os armazenadores do grão (Crédito: Reprodução/Embrapa)

O Conselho Deliberativo de Política do Café (CDPC) aprovou um orçamento recorde de R$ 5,71 bilhões em recursos para o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé). O montante, direcionado para a safra 2020/2021, representa uma alta de 17,2% em relação ao volume liberado no ano passado.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que integra o colegiado, afirma que defendeu a ampliação dos recursos destinados à produção, que incluem as linhas de custeio e estocagem. A entidade acredita que em um ano de safra alta, a ampliação dos recursos será necessária para as políticas do setor.

+ Em MG, produtores de café reveem para baixo previsão de colheita
+ Safra de café deve crescer 14,2% ante 2019, para 57 milhões de sacas, diz IBGE
+ Chuva favorece safra de café em MG, mas pode atrapalhar, diz Minasul

O CDPC aprovou os orçamentos para as linhas de custeio e comercialização de R$ 1,6 bilhão (+23,1%) e R$ 2,3 bilhões (+17,2%), respectivamente. Para a linha de Financiamento para Aquisição de Café (FAC), houve incremento de R$ 1 milhão. As demais linhas não sofreram alteração em relação a 2019.