• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias20/08/2021

Funchal: Reafirmamos compromisso com responsabilidade fiscal e controle de contas

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo20/08/21 - 18h05min

Em meio às incertezas do mercado financeiro sobre a manutenção das atuais regras que servem de âncora para a sustentabilidade das contas, o secretário especial de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, afirmou nesta sexta-feira, 20, que o governo está comprometido com a responsabilidade fiscal. Ele destacou que o teto de gastos, que limita o avanço das despesas à inflação e serve hoje como essa âncora, é importante e, sem ele, pode haver perda de credibilidade.

"Reafirmamos nosso total compromisso com responsabilidade fiscal e controle de contas", disse Funchal em webinar promovido pelo Jota.

Ele reconheceu que, nas últimas semanas, o governo assistiu a "um dos piores momentos em termos de turbulência" devido às incertezas do mercado em relação à proposta de parcelamento das dívidas judiciais, os chamados precatórios. Diante disso, ele buscou tranquilizar os agentes em relação ao compromisso do governo. "Um pilar fundamental para crescimento é reorganização de contas", disse o secretário, citando um teto como base para reduzir custos da economia. Outro pilar, segundo ele, é a busca pelo aumento da produtividade.

"A situação atual é evidência relevante de como ancoragem de expectativas é importante", disse Funchal. Segundo ele, medidas relevantes de ajuste precisam continuar em andamento.

Ao reafirmar os compromissos do governo com a sustentabilidade do teto, Funchal disse ainda que ele sempre foi feito, tem que continuar e precisa "ser percebido pelos atores". Um dos problemas nos últimos dias, segundo ele, foi essa falta de percepção em relação ao compromisso com o teto.

"Quando coloca em dúvida essa regra (teto), olha o que acontece com percepção de risco", disse. "De que adianta fazer política pública que não está alinhada com responsabilidade fiscal?", questionou. Ele destacou que, desde 2016, quando o teto foi criado, coisas positivas têm sido observadas em decorrência do fortalecimento fiscal, como a queda dos juros.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
contas públicas