Geral

Geórgia afirma que não recebeu notificação sobre restrições às importações de frango brasileiro

Crédito: Divulgação

O país ressaltou que a OMS observou que o risco de o vírus entrar na cadeia alimentar é muito baixo (Crédito: Divulgação)

A Agência Nacional de Alimentos da Geórgia, país da Europa Oriental, afirmou que não recebeu nenhuma notificação de organismos internacionais sobre restrições à importação de frango do Brasil.

Em nota, o país ressaltou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) observou que o risco de o coronavírus entrar na cadeia alimentar é muito baixo. A entidade também informou que não foi confirmado nenhum caso de infecção humana por conta dos produtos importados do Brasil.

A agência informou ainda que a carne importada para a Geórgia é oriunda de empresas reconhecidas pela União Europeia e inspecionadas pelos órgãos responsáveis pelos requisitos de segurança alimentar do país.

A manifestação do país se deu após a Sede de Prevenção e Controle de Epidemias de Shenzhen, cidade na China, identificou que as asas de frango congeladas contaminadas com coronavírus foram importadas da fábrica da Aurora Alimentos de Xaxim, em Santa Catarina.

O número de registro do lote é o SIF (Serviço de Inspeção Federal) 601. De acordo com o documento Brazilian Chicken Destinations, da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), essa localização corresponde à fábrica do município de Xaxim.

+ Sarawak, maior estado da Malásia, suspende importações de frango do Brasil
+ Filipinas suspende temporariamente importação de frango do Brasil 

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro