Sustentabilidade

Glifosato não é cancerígeno e não oferece riscos à saúde humana, reafirma agência

São Paulo, 31 – A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) reafirmou na quinta-feira que o glifosato não causa câncer e não oferece riscos à saúde humana. A afirmação veio após a conclusão de uma revisão regulatória sobre o herbicida, que é o mais utilizado no País.

“A EPA não identificou riscos à saúde humana decorrentes da exposição ao glifosato”, afirmou a agência em comunicado.

Leia mais:

Julgamento da Bayer em caso de glifosato nos EUA é adiado para 2020

Bayer considera interromper venda de glifosato para usuários particulares

Procuradoria no MT abre guerra contra o glifosato no campo

Para mamíferos e aves, no entanto, a entidade aponta que há “potenciais riscos ecológicos”, porém, limitados à área de aplicação e arredores.

A empresa ressalta, contudo, que as qualidades do herbicida são maiores do que os possíveis prejuízos. “A EPA conclui que os benefícios superam os riscos ecológicos potenciais quando o glifosato é utilizado de acordo com o rótulo de instruções”, disse a empresa.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais