Geral

Governo cria protocolos para frigoríficos atuarem durante a pandemia

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministra Tereza Cristina: audiência virtual à Comissão Externa do Coronavírus da Câmara dos Deputados (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Deve ser publicado até amanhã (27) a portaria e a instrução normativa estabelecendo os cuidados que frigoríficos devem manter quanto à covid-19. As regras serão obrigatórias e foram elaboradas em conjunto pelos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Saúde e a Secretaria de Trabalho e Emprego do Ministério da Economia, com a participação da Procuradoria-Geral do Trabalho.

Com casos de coronavírus, frigoríficos são interditados no RS e em SC

Crise do coronavírus reduz consumo de carne e já paralisa 11 frigoríficos no País

O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em audiência virtual à Comissão Externa do Coronavírus da Câmara dos Deputados.

Em menos de um mês, é a segunda vez que o governo se dirige ao setor produtivo de proteína animal por causa da pandemia. No dia 11 de maio, o Mapa publicou o Manual com orientações para frigoríficos em razão da pandemia da Covid-19. As 70 medidas descritas no manual são facultativas.

De acordo com o Mapa, o Brasil tem conseguido ampliar o mercado para proteína animal apesar da pandemia. Ontem (25), o governo comemorou a decisão da Tailândia de abrir seu mercado para carne bovina com osso, carne desossada e miúdos comestíveis de bovino. Cinco estabelecimentos frigoríficos já foram aprovados para exportar.

Nas contas do ministério, mais de 60 mercados externos foram abertos para os produtos agropecuários brasileiros desde janeiro de 2019, o que totaliza mais de 700 habilitações para venda de produtos da cadeia do agronegócio.

Governo cria protocolos para frigoríficos atuarem durante a pandemia

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro