Notícias

Grãos: futuros na CBOT devem continuar voláteis até o fim do mês, dizem analistas

Nova York, 17 – Os mercados futuros de grãos na Bolsa de Chicago (CBOT) devem continuar voláteis até o fim deste mês, quando o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) publicará seu relatório de intenção de plantio 2021/22 para o país. “A temporada de plantio de 2021 será a mais aguardada em um bom tempo”, disse Arlan Suderman, da StoneX, acrescentando que os altos preços de milho e soja são um grande incentivo para o aumento da área. Em 2021 até agora, o milho subiu mais de 14%, para mais de US$ 5,50 por bushel. Já a soja acumula valorização de 9%, para mais de US$ 14,20 por bushel.

No mês passado, durante o Fórum de Perspectivas Agrícolas, o USDA projetou a área de milho nos EUA em 92 milhões de acres (37,23 milhões de hectares) e a de soja, em 90 milhões de acres (36,4 milhões de hectares). As estimativas representam aumento de 1 milhão de acres (405 mil hectares) e 6,9 milhões de acres (2,79 milhões de hectares), respectivamente, em relação ao ano passado.

Tendo em vista a forte demanda externa e a perspectiva de aperto dos estoques, a área semeada com milho e soja este ano não pode ficar muito abaixo das projeções do USDA, disse Suderman. Segundo ele, no caso da soja, os 90 milhões de acres são vistos como um “nível psicológico mínimo”. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?