Notícias

Grupo Dimed, das farmácias Panvel, aprova follow on que pode movimentar R$ 1,2 bi

O conselho de administração do Grupo Dimed, controlador da rede de farmácias Panvel, aprovou em reunião, na sexta-feira, a realização de oferta subsequente de ações (follow on) com esforços restritos da empresa. Na oferta primária, inicialmente serão oferecidas 16.000.000 novas ações ON. Em uma oferta secundária, serão emitidos 16.057.112 ações de titularidade da Kinea Private Equity IV, da Fundação Petrobras de Seguridade Social (Petros) e dos acionistas vendedores pessoas físicas.

De acordo com a demanda, a oferta poderá contar com a emissão de um lote adicional de até 18,8%, ou seja, mais 6.000.000 ações ON, sendo 3.200.000 novas ações a serem emitidas pela companhia e 2.800.000 ações de titularidade do Kinea.

Pelo preço de fechamento do papel na sexta-feira, de R$ 31,40, a oferta pode movimentar R$ 1 bilhão apenas com o lote principal e chegar a R$ 1,194 bilhão com o exercício do lote adicional.

O procedimento de coleta de intenções de investimento (bookbuilding) se inicia nesta segunda-feira e vai até o próximo dia 22, quando será definido o preço por ação no âmbito da oferta. As novas ações chegam à B3 em 24 de julho.

A oferta será coordenada pelo Bradesco BBI (coordenador líder), BTG Pactual e Itaú BBA. De acordo com a companhia, os recursos serão destinados para investimento em novas lojas, recursos de tecnologia da informação e na infraestrutura de logística.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro