Evento

Grupo Gerar Corte 2019 abre temporada de reuniões com cerca de 6,7 milhões de dados de IATF e TETF

Grupo Gerar Corte 2019 abre temporada de reuniões com cerca de 6,7 milhões de dados de IATF e TETF

Em sua 14ª edição, o Grupo Gerar Corte (Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho) promoverá este ano reuniões técnicas em municípios importantes da pecuária de corte brasileira, em diferentes regiões do País. Ao todo, serão sete encontros. A primeira parada será em Londrina/PR, em 24 e 25 de julho.

Depois, o GRUPO seguirá viagem para Restinga Seca/RS (31/7 a 2/8); Bonito/MS (7/8 a 9/8); Cuiabá/MT (21/8 a 23/8); Brasília/DF (28/8 a 30/8); Imperatriz/MA (04/9 a 06/9) e Belo Horizonte/MG (18/9 a 20/9).

De acordo com Izaias Claro Junior, Gerente de Serviços Técnicos de Bovinos da Zoetis, além dos dados novos sobre os protocolos de IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo), aplicados na última estação de monta (2018-2019), “as reuniões deste ano trarão como grande novidade a realização de workshops sobre metodologias de avaliação de indicadores financeiros e rentabilidade na pecuária de cria”, diz. A organização dessas oficinas práticas ficará sob responsabilidade da equipe do zootecnista Antonio Chaker El-Memari Neto, coordenador do Inttegra – Instituto de Métricas Agropecuárias.

“O aperfeiçoamento em gestão financeira e a busca pela maior eficiência reprodutiva dos rebanhos de cria caminham lado a lado e são fundamentais para o aumento da rentabilidade na pecuária brasileira de corte”, destaca Izaias.

Segundo Rafael Moreira, Gerente de Produtos da Linha Reprodutiva Bovinos da Zoetis, o Grupo Gerar trabalha com o compromisso de apresentar somente dados e indicações que foram alvos de estudos e aplicações práticas, ou seja, com validações a campo, fundamentadas tecnicamente pelos integrantes do grupo. “São premissas que geram grande segurança na utilização das tecnologias de reprodução, favorecendo a busca pela maior eficiência reprodutiva do rebanho e, consequentemente, trazendo aumento de produtividade na pecuária”, observa Moreira.

Dados de campo – Com a incorporação dos números coletados na última estação de monta, o Grupo Gerar acumula um banco de dados em IATF e TETF superior a 6,7 milhões de protocolos. A marca representa o maior acervo de reprodução bovina do mundo. Somente na última estação de monta, os técnicos do Gerar coletaram 1.395 milhão de dados de IATF, além de informações sobre TETF.

“A cada encontro anual dos técnicos do Gerar , conseguimos fortalecer o nosso conhecimento sobre biotecnologias reprodutivas, o que certamente se traduz em melhorias dos resultados das técnicas de manejo aplicadas na estação de monta subsequente”, diz o médico-veterinário José Luiz Moraes Vasconcelos, o professor Zequinha, da UNESP/Botucatu-SP, universidade parceira do Gerar, responsável pelas análises de todos os dados coletados a campo pelos técnicos do grupo.

Tradicionalmente, nas reuniões do Gerar , Zequinha revela aos participantes os dados gerais e regionais em IATF e TETF da última estação de monta. Para o professor Zequinha, um dos segredos do sucesso do Grupo Gerar é sua habilidade em detectar e solucionar problemas com enorme rapidez. “Com isso, os técnicos do Gerar estão sempre na frente, ditando novas tendências no campo e gerando melhorias para todos que trabalham com biotecnologias reprodutivas”, reforça.

Segundo Rafael Moreira, as reuniões do Gerar ainda abrem espaço para outros importantes temas relacionados à pecuária de corte, tais como avaliações genômicas Clarifide de touros e matrizes, nutrição e bem-estar animal. “Neste ano, teremos apresentações de cases de sucesso e outras importantes palestras”, adianta Moreira.