Notícias

GVO aprova plano de recuperação para renegociar US$ 760 mi em dívidas

Ribeirão Preto, 23 – O Grupo Virgolino de Oliveira (GVO) aprovou nesta quinta-feira, 23, um plano de recuperação extrajudicial para renegociar em torno de US$ 760 milhões com credores de ‘bonds’ emitidos pela companhia e de dívidas de pré-pagamento de exportações. Em assembleia extraordinária realizada pela manhã, acionistas da companhia sucroenergética, com quatro usinas, avalizaram a proposta, exceto o empresário Hermelindo Ruete, que se absteve de votar, informou a empresa.

O acordo previamente negociado com um grupo relevante de credores prevê a reestruturação do passivo em dez anos, com carência de três anos, relatou ao Broadcast Agro (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) Joamir Alves, diretor presidente do GVO. Serão emitidos novos títulos e realizados novos acordos de pré-pagamento de exportação. A reestruturação envolve boa parte da dívida da companhia com esses papéis, um total de US$ 835 milhões.

Além da renegociação dos títulos, o plano de recuperação extrajudicial prevê, como garantias na renegociação da dívida, a alienação fiduciária das ações da companhia no Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) e a hipoteca da Usina Monções, na cidade homônima do Estado de São Paulo.

As quatro usinas da companhia estão processando cana-de-açúcar e a expectativa é que a moagem atinja 6,5 milhões de toneladas na atual safra 2019/2020.