Tecnologia

IBGE atualiza Mapa das Indicações Geográficas em parceria com o Inpi

Crédito: Divulgação

Orgulho Rosângela Lazzari teve a maior produção de toda a Cooperativa Garibaldi. Foram 20 mil quilos de uva (Crédito: Divulgação)

São Paulo, 19 – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga em seu site, a partir desta segunda-feira, 19, a atualização do Mapa das Indicações Geográficas do Brasil, trabalho feito em parceria com o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). De acordo com nota do IBGE, a Indicação Geográfica é usada para identificar a origem de produtos ou serviços quando o local se torna conhecido ou quando determinada característica ou qualidade do produto ou serviço se deve à sua origem.

Na atualização, foram inclusos quatro produtos. Três receberam o selo de Indicação de Procedência – Jabuticaba de Sabará (MG), cacau de Tomé-Açu (PA) e café verde do oeste da Bahia (BA). Já a banana de Corupá (SC) recebeu o selo de Denominação de Origem.

Com essa inclusão, o mapa soma 62 Indicações Geográficas certificadas no Brasil até maio de 2019. Outros produtos consagrados em versões anteriores do Mapa das Indicações Geográficas do Brasil são os vinhos e espumantes do Vale dos Vinhedos (RS), o camarão da Costa Negra (CE) e o mel de Ortigueira (PR), que detêm o selo de Denominação de Origem (DO), entre outros.