• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias10/08/2021

IBGE: safra de arroz é suficiente para mercado interno com equilíbrio de preço

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo10/08/21 - 11h39min

Safras importantes para a garantia de oferta de alimentos comuns na mesa dos brasileiros, como arroz e trigo, deverão ter desempenho positivo este ano, aliviando um pouco a pressão de preços, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A produção de arroz ficará em 11,5 milhões de toneladas, 4,1% acima do registrado em 2020, enquanto a safra de trigo deverá somar 8,4 milhões de toneladas, salto de 34,8% na comparação com o ano passado.

Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de julho, divulgado nesta terça-feira pelo IBGE.

Segundo o IBGE, a estimativa para a produção de arroz, no levantamento de julho, ficou 2,6% da projeção feita em junho, "devido à reavaliação na produtividade das lavouras, com alta de 2,7%". "Essa produção (de arroz) será suficiente para abastecer o mercado brasileiro, possibilitando maior equilíbrio nos preços do cereal, que alcançou patamares históricos em 2020, devido ao aumento do consumo interno e pelo aumento das exportações devido ao estímulo cambial", diz a nota divulgada pelo IBGE.

Já a produção de trigo - importante matéria-prima para a fabricação de pães, massas e bolos, do qual o Brasil é importador líquido - deverá ficar em 8,4 milhões de toneladas, um salto de 34,8% ante 2020. Tamanho avanço se explica porque, em 2020, "as lavouras de inverno foram afetadas por problemas climáticos, o que reduziu seus potenciais produtivos", diz a nota divulgada pelo IBGE.

Em 2021, a seca e as ondas de frio ainda não atrapalharam a produção de trigo, por isso, comparativamente, a safra deverá ser melhor do que a do ano passado. Segundo o IBGE, o rendimento médio da safra de trigo em 2021 deverá aumentar 19,9%, já que a área plantada aumentou 12,4%, "em decorrência do estímulo do preço do produto".

"A região Sul deve responder por 90,4% da produção tritícola nacional em 2021. No Paraná, maior produtor (46,4% do total nacional), a produção deve aumentar em 24,6% frente a 2020, atingindo 3,9 milhões de toneladas. O Rio Grande do Sul, segundo maior produtor (40,7% do total), deve produzir 62,1% a mais que em 2020, atingindo 3,4 milhões de toneladas. Santa Catarina também investiu mais no cereal, subindo sua estimativa da produção em 58,9% frente a 2020, chegando a 275,6 mil toneladas em 2021", diz a nota do órgão de estatísticas.

Já a produção total de feijão deverá somar 2,7 milhões de toneladas em 2021, em suas três safras, conforme o LSPA de julho. Ainda é uma alta de 0,5% frente a produção total de feijão no ano passado, mas o IBGE reduziu, em julho, a estimativa em 1,6%, na comparação com o LSPA de junho.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
conab