Notícias

IEA: preço agropecuário em São Paulo registra alta de 12,78% em 2018

São Paulo, 10 – O índice de preços recebidos pela agropecuária paulista (IqPR) no acumulado dos últimos 12 meses (dezembro de 2017 a dezembro de 2018) registrou alta de 12,78%. O IqPR-V (grupo de produtos de origem vegetal) subiu 14,96%, enquanto o IqPR-A (produtos de origem animal) foi o que menos subiu, atingindo variação de 7,14%. O estudo é de pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo.

No período de 12 meses, o IqPR apresentou comportamento similar ao IqPR-V, apresentando as maiores altas nos meses de abril e outubro de 2018. Já o IqPR-A se caracterizou pelas maiores oscilações entre os meses de abril e junho de 2018. “Em um ano caracterizado pelas altas nos preços agropecuários, o IqPR apresentou variação negativa apenas no mês de julho”, informam os pesquisadores.

Conforme a pesquisa do IEA, apesar de a maioria absoluta dos produtos apresentar altas acentuadas no acumulado de 2018, o fato de o preço médio da cana-de-açúcar (que tem grande peso nos índices) ter se desvalorizado 1,48% impediu uma apreciação maior para o IqPR e o IqPR-V. “Já para o IqPR-A, com os ovos apresentando elevada retração de 9,94%, viu-se o índice animal com ascensão mais reduzida no acumulado dos últimos 12 meses”, mostra o estudo.

Dezembro

Em dezembro passado, o IqPR apresentou pequena alta de 0,07% na comparação com o mês anterior, puxado principalmente pelo IqPR-V, que subiu 0,38%. No sentido contrário, o IqPR-A apresentou variação negativa de 0,59%, informa o IEA.

Quando a cana-de-açúcar (que em dezembro teve queda no preço da tonelada no campo de 1,89%) é excluída do cálculo do índice na ponderação dos produtos, o IqPR registra aumento de 1,68%. Já o IqPR-V sem cana variou positivamente em 4,61%.

Os produtos do IqPR que apresentaram as maiores elevações nas cotações em dezembro em relação a novembro foram, pela ordem: feijão (43,23%), banana nanica (13,59%), batata (9,65%) e milho (4,87%).

Já os principais produtos que apresentaram quedas de preços nesse último mês do ano foram: leite cru refrigerado (-13,76%), amendoim (-3,19%), café (-2,25%) e a cana-de-açúcar (-1,89%).

No mês de dezembro, portanto, 11 produtos apresentaram alta de preços (8 de origem vegetal e 3 de animal) e 8 apresentaram queda (6 vegetais e 2 de origem animal).)