• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias06/07/2022

IEA: superávit da balança comercial do agronegócio paulista cresce 28,6% até maio

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo06/07/22 - 14h43min

O agronegócio paulista registrou superávit na balança comercial de US$ 7,29 bilhões de janeiro a maio, o que corresponde a um aumento de 28,6% em comparação com igual período do ano passado (US$ 5,67 bilhões). Os dados foram consolidados pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, a partir dos dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

A participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado é de 36,4%, enquanto a participação das importações setoriais é de 6,6%, informam os pesquisadores do IEA, Carlos Nabil Ghobril, José Alberto Angelo e Marli Dias Mascarenhas Oliveira.

Entre janeiro e maio deste ano, o setor apresentou aumento de 23,5% nas exportações, alcançando US$ 9,34 bilhões, enquanto as importações cresceram 8,5%, totalizando US$ 2,05 bilhões.

Os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio paulista, nos primeiros cinco meses de 2022, foram: complexo sucroalcooleiro (US$ 2,16 bilhões sendo que, desse total, o açúcar representou 85,6% e o álcool, 14,4%), complexo soja (US$ 2,02 bilhões), setor de carnes (US$ 1,51 bilhão, dos quais a carne bovina respondeu por 86,7%), produtos florestais (US$ 1,06 bilhão, com participações de 47,9% de celulose e 41,8% de papel) e sucos (US$ 657,68 milhões, dos quais 97,2% referentes a suco de laranja).

Esses cinco agregados representaram 79,2% das vendas externas setoriais paulistas. Já o grupo de café, tradicional nas exportações do Estado, aparece na sexta colocação, com vendas de US$ 451,45 milhões (75,0% referentes ao café verde).

Ainda de acordo com o IEA, de janeiro a maio de 2022, em comparação com o mesmo período de 2021, houve importantes variações nos valores exportados dos principais grupos de produtos da pauta paulista, com aumentos para os grupos de produtos florestais (+68,9%), carnes (+64,1%), café (+47,9%), complexo soja (+40,9%) e sucos (+4,8%), e com queda para o complexo sucroalcooleiro (-9,0%).

Segundo os pesquisadores, essas variações nas receitas do comércio exterior são derivadas da composição das oscilações tanto de preços como de volumes exportados.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
agronegocio