Economia

Importação chinesa de carne aumenta 74,4% em junho, para 900 mil t

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

As importações de carne suína somaram 400 mil toneladas em junho, volume 128,4% superior ao comprado em igual mês do ano passado (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

São Paulo, 27 – As importações chinesas de carnes e miúdos totalizaram 900 mil toneladas em junho deste ano, volume 74,4% maior do que o adquirido em igual mês do ano anterior, informou o Departamento de Alfândegas da China (GAAC, na sigla em inglês). A despesa com a importação do produto também aumentou 74%, atingindo US$ 2,68 bilhões no mês. Em relação a maio, as compras do produto avançaram 9,75% em volume. No primeiro semestre deste ano, o país asiático importou 4,75 milhões de toneladas de carnes e miúdos.

As importações de carne suína somaram 400 mil toneladas em junho, volume 128,4% superior ao comprado em igual mês do ano passado. Em valor, o aumento foi de 191,1%, para US$ 1,068 bilhão. No acumulado do ano, o país asiático comprou 2,12 milhões de toneladas de carne suína.

Importações chinesas em maio desabam
+ Importação chinesa de carne cresce 69,6% no 1º bimestre de 2020 

De carne bovina, o país asiático importou 180 mil toneladas em junho, alta de 32,1% na comparação anual. O valor desembolsado com o produto foi 30,3% maior, de US$ 830,21 milhões. De janeiro a junho deste ano, a China comprou 1 milhão de toneladas de carne bovina do exterior.

O aumento das importações chinesas de carnes ocorre em meio à crise que o país enfrenta na procura de alternativas para o suprimento de proteína animal, como consequência da peste suína africana (ASF, na sigla em inglês) que dizimou o seu rebanho nos últimos dois anos.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que as importações de carne suína pela China devem aumentar 57% neste ano para o recorde de 3,9 milhões de toneladas. De carne bovina, o USDA projeta que o país asiático importe 2,5 milhões de toneladas até o fim deste ano – 15% a mais que no ano passado.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro