Geral

Importação chinesa de milho cresce 395% em maio na comparação anual

Crédito: Arquivo / Embrapa

O volume é 395,3% maior que o importado em igual período do ano passado (Crédito: Arquivo / Embrapa)

São Paulo, 21 – As importações chinesas de milho somaram 3,16 milhões de toneladas em abril deste ano, de acordo com dados divulgados pela Administração Geral de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês). O volume é 395,3% maior que o importado em igual período do ano passado. O valor desembolsado com a importação do cereal em maio foi de US$ 865,99 milhões, alta de 482,3%. Nos primeiros cinco meses do ano, as importações somaram 11,73 milhões de toneladas, alta de 323% ante o importado em igual período do ano passado.

De trigo, os chineses importaram 790 mil toneladas em maio, queda de 3% na comparação anual, pelo valor de US$ 246,76 milhões (recuo de 2,6%). Já entre janeiro e maio, as importações aumentaram 89%, para 4,61 milhões de toneladas.

+ Abramilho vê com serenidade importação do grão, mas pede plano estratégico

A China importou 9,61 milhões de toneladas de soja em maio deste ano. O volume representa aumento de 2,5% ante igual mês do ano passado. Em termos de valores, as importações de soja no mês passado totalizaram US$ 5,13 bilhões, avanço de 31%. Nos primeiros cinco meses do ano, as importações de soja somaram 38,23 milhões de toneladas, aumento de 13% ante igual período de 2020.

Dentre os derivados da oleaginosa, a China adquiriu 130 mil toneladas de óleo de soja em maio, 439,6% a mais do que o adquirido em igual período do ano passado. O valor desembolsado com as compras do óleo vegetal foi de US$ 121,26 milhões, alta de 465%. Entre janeiro e maio deste ano, a China importou 450 mil toneladas de óleo de soja, aumento de 126% na comparação anual.

No mercado de algodão, a China importou 170 mil toneladas em maio, aumento de 147,3% na comparação anual, pelo valor de US$ 345,45 milhões (alta de 157,7%). As importações de algodão nos primeiros cinco meses do ano foram de 1,37 milhão de toneladas, aumento de 70%.

As aquisições de óleo de palma pela China atingiram 420 mil toneladas no mês passado, pelo valor de US$ 337,78 milhões. As compras aumentaram 49% em volume e 82% em valor ante igual período do ano passado. Entre janeiro e maio, as importações somaram 1,73 milhão de toneladas, 28,5% mais do que um ano antes.

De lácteos, 390 mil toneladas foram importadas pela China em maio deste ano, 65% a mais do que um ano antes. O desembolso foi de US$ 1,32 bilhão, alta de 28%. Em cinco meses, as importações foram de 1,86 milhão de toneladas, aumento de 37% na comparação anual.

Em relação ao açúcar, a China importou 180 mil toneladas no mês passado, pelo valor de US$ 72,58 milhões. As compras da commodity recuaram 38,5% em volume e 41% em valor na comparação anual. Já nos primeiros cinco meses do ano, o volume aumentou 94%, para 1,61 milhão de toneladas.

As aquisições de fertilizantes pelo país asiático somaram 670 mil toneladas em maio, aumento de 7,5% na comparação anual. Essas importações totalizaram US$ 197,95 milhões, incremento de 5%. Entre janeiro e maio, as importações somaram 4,69 milhões de toneladas, aumento de 11% ante igual período do ano passado.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?