• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias16/05/2022

Índice de evolução da produção cai para 46,5 pontos em abril, diz CNI

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo16/05/22 - 15h10min

A produção industrial apresentou queda em abril, segundo a pesquisa Sondagem Industrial divulgada nesta segunda-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice de evolução da produção ficou em 46,5 pontos, abaixo dos 50 pontos, linha que divide a queda e o crescimento da produção na comparação com o mês anterior. Em março, o indicador ficou em 54,4 pontos.

Apesar da queda, esse comportamento, segundo a CNI, é esperado para o mês. A média história para meses de abril do índice de evolução da produção é de 46,5 pontos. "Isso indica que a queda de 2022 está de acordo com padrão histórico", destaca a CNI.

O emprego industrial também recuou em abril em relação ao mês anterior. O índice de evolução do número de empregados ficou em 49,5 pontos, pouco abaixo da linha divisória. Em março, o índice tinha ficado em 50,1 pontos.

A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) manteve-se estável em 69% em abril, mesmo porcentual registrado em março. De acordo com dados da CNI, a UCI de abril é um ponto porcentual superior ao índice médio dos meses de abril desde o início da série mensal, em 2011, com exceção de abril de 2020, quando a UCI foi de 49% em razão da pandemia.

Já o índice de utilização da capacidade instalada efetiva em relação ao usual registrou 43,3 pontos em abril, uma queda de 2,4 pontos em relação ao mês anterior. "Esse resultado indica que a utilização da capacidade instalada permanece menor que a usual para o mês."

O gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, avalia que a produtividade da indústria está muito baixa e que uma das explicações para a alta da UCI é a desorganização das cadeias globais de valor, efeito da crise econômica provocada, num primeiro momento, pela Covid, mas aprofundada pela guerra iniciada pela Rússia.

"Como a produção não está acompanhando, provavelmente o aumento da UCI está relacionada com as dificuldades e às incertezas no acesso à matéria-prima, com atraso nas entregas e preços elevados", diz Marcelo Azevedo.

Com relação ao nível de estoques de produtos finais na indústria, a pesquisa aponta que não houve alteração de março para abril. O índice de evolução de estoques ficou em 50 pontos. O índice de estoque efetivo em relação ao usual passou de 50,3 pontos para 50,6 pontos, o que, segundo a CNI, "mostra que os estoques seguem relativamente ajustados". "Não obstante, o resultado revela frustração dos empresários, pois o nível de estoques se afastou do planejado", diz a sondagem.

Expectativas

Com relação às expectativas dos empresários da indústria, todos os índices de maio mostram perspectivas positivas, apesar de o otimismo ter se reduzido no caso da demanda e da quantidade exportada.

O índice que mede expectativa de demanda ficou em 57,3 pontos e o índice de expectativa de exportação registrou 54,3 pontos. Nos dois casos, queda de 0,9 ponto em relação ao mês anterior. O indicador que mede expectativa de compras de matérias-primas foi de 55,6 pontos, resultado praticamente estável - 0,1 ponto menor que em abril. O indicador de expectativa de número de empregados ficou em 52,8 pontos, também um recuo de 0,1 ponto na mesma base de comparação.

Com relação à intenção de investimento, o índice chegou a 56,1 pontos, uma queda de 0,5 ponto em relação a abril. "O resultado ainda mostra intenção de investir relativamente elevada, pois o índice permanece acima da média histórica de 51,1 pontos. Ressalte-se, contudo, que o índice é o menor desde maio de 2021, quando o índice ficou em 55,8 pontos", destaca a pesquisa.

A pesquisa foi feita de 2 a 10 de maio, com 1.839 empresas, sendo 740 de pequeno porte, 641 de médio porte e 458 de grande porte.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
abril