Evento

Iretama recebe o 36º ENCONTRO ESTADUAL DE SERICICULTURA

Iretama recebe o 36º ENCONTRO ESTADUAL DE SERICICULTURA

Casulos: as criações de bichos da seda são feitas por 2,5 mil famílias no País. Elas alimentam as larvas e cuidam para que os fios tenham qualidade

A cidade de Iretama, localizada na região Centro Ocidental do Paraná, será sede do 36º Encontro Estadual de Sericicultura que pretende reunir mais de 1500 participantes de várias regiões produtoras, onde participam de diversas palestras do setor, entre elas, informações de novas tecnologias , pesquisas científicas e acadêmicas bem como panorama do mercado da seda. De acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura de Iretama, mais de 50 famílias vivem da criação do bicho no município.

 

Em todo o país, são 2,5 mil famílias sericicultoras distribuídas entre os estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Esse número de criadores pode aumentar, considerando que a prática vem se mostrando extremamente lucrativa.

 

A produção, além de ser sustentável e não usar agrotóxicos, também  gera renda  por até dez meses, já que a entressafra vai só do fim de junho a agosto. A renda bruta por hectare/safra varia entre R$20.000 a R$ 25.000. 

 

Os fios de seda produzidos no Paraná, na indústria Fiação de Seda Bratac, com sede em Londrina, e uma segunda unidade em Bastos, interior de São Paulo, abastecem as tecelagens de países  importantes como Japão, Coréia do Sul, França, Itália e outros. O diferencial do fio de seda brasileiro  é sua elevada qualidade e por isso é muito valorizado por mercados exigentes e grifes de alto luxo.  Mais de 95% da produção de casulos é considerada de primeira qualidade.

 

Na última safra de 2018, o Brasil produziu mais de três milhões de toneladas de casulos. Toda essa produção foi feita com apoio e assistência da Fiação Bratac, que é a única fiação de seda do ocidente.

 

O 36º Encontro Estadual de Sericicultura será realizado no dia 25 de julho, a partir das 9 horas, no ginásio situado na Rua Otaviano Félix, S/N