Porteira Aberta

Lavoura segura

Crédito: d

O Aplique Bem, programa de  referência para orientar o produtor na aplicação de defensivos químicos está completando dez anos. A iniciativa da Arysta, e que é coordenada pelo Centro de Engenharia e Automação (CEA/IAC), do Instituto Agronômico de Campinas (SP), já atendeu 55 mil agricultores em 16 Estados brasileiros e em outros sete países, entre eles Bolívia e Paraguai. “Profissionais percorrem a fronteira agrícola o ano inteiro e dão treinamentos baseados no perfil de agricultores, no tipo e no tamanho das culturas visitadas”, afirma Hamilton Ramos, pesquisador do CEA/IAC e coordenador do projeto. Além de reduzir perdas de defensivos, o programa orienta pequenos e médios agricultores e trabalhadores rurais a se prevenirem de contaminações e a mitigarem o impacto no meio ambiente.

Nelore 
Circuito Boi Verde tem novas regras

O Circuito Boi Verde 2017 realizou  sua primeira etapa do ano na unidade do Marfrig Global Foods em Chupinguaia, Rondônia,  em março. O circuito de julgamento de carcaças da raça nelore, promovido pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), avaliou 360 animais de acordo com novas regras. Entre as principais mudanças está o aumento do peso exigido para que animais recebem nota dez.

Embrapa
De olho no solo fértil

4
Divulgação

A Rede de Pesquisa SoloVivo, que reúne as unidades da Embrapa Solos, Soja, Trigo, Agropecuária Oeste, mais a Universidade Estadual de Londrina e a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação, com apoio da Itaipu Binacional, apresentou, no mês passado, um novo método para a avaliação do manejo em plantio direto: o Diagnóstico Rápido da Estrutura do Solo (Dres). “O Dres é uma proposta simples e audaciosa”, diz a pesquisadora Alba Leonor Martins, da Embrapa Solos, do Rio de Janeiro. “A equipe da Rede estudou praticamente todo o material que existe nos livros sobre a estrutura do solo”. O método qualifica a estrutura da camada superficial do solo, em amostras dos primeiros 25 centímetros, observando tamanho e forma dos torrões, presença de compactação ou degradação, fissuras, rugosidade, resistência, sistema radicular e atividade biológica, atribuindo pontuações de 1 a 6, onde a maior nota significa a melhor condição da estrutura. Os cursos de orientação aos técnicos (foto) já começaram e até o final do ano será editada uma publicação técnica sobre o método.

Clima
El Niño na espreita

3
Agung Parameswara

No mês passado, a agência oficial de meteorologia da Austrália deu uma notícia nada boa aos produtores. O fenômeno climático El Niño, que pode provocar estiagens severas, deve ocorrer novamente, mais cedo do que o previsto. A agência havia divulgado que as condições climáticas seriam neutras para o período. Os modelos usados indicam agora que fenômenos naturais formadores do El Niño começam a se manifestar ainda neste ano ou no começo de 2018. A temperatura das águas superficiais em porções no leste do Oceano Pacífico, por exemplo, já está um grau Celsius mais alta do que o normal. Com isso, há riscos para as commodities agrícolas, principalmente aquelas cultivadas na Ásia e na África, como o café robusta, açúcar, cacau e óleo de palma.

Soja
Mais soja na temporada

8

O Departamento de Agricultura dos Estado Unidos (Usda) está prevendo uma safra brasileira de soja de 111 milhões de toneladas no ciclo 2016/2017, quatro milhões a mais que a estimativa anterior. Os dados fazem parte dos levantamentos regulares que a agência americana realiza em todo o mundo, para as principais commodities. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgou no mês passado, em seu sétimo levantamento da safra, um volume bem próximo: 110,6 milhões de toneladas. Para a Argentina, outro mercado que o órgão americano acompanha com lupa, o aumento previsto é de 500 mil toneladas, 56 milhões no total. Assim, os estoques reguladores mundiais de soja subiram de 82,8 milhões para 87,4 milhões de toneladas, superando a previsão de analistas, de 84,2 milhões de toneladas, o que pode significar preços sob pressão na temporada.

Angus
Novos frigoríficos parceiros

5
Eduardo Rocha

Em abril, o Programa Carne Angus Certificada ganhou novos parceiros. Um deles é o grupo Estrela Alimentos, de Estrela d’Oeste (SP), que deve abater 200 cabeças por semana. O Frigorífico Zimmer, de Parobé (RS), deve contribuir com até 300 cabeças. A Brasa Burguer, de Elias Fausto (SP), atenderá ao consumidor doméstico e a lanchonetes. Em 2016, o progrma  abateu 500 mil cabeças em 30 unidades de 13 empresas.

11
Divulgação

Mapa
Novas regras para superintendentes

Desde o dia 10 de maio, apenas servidores efetivos do Ministério da Agricultura poderão ocupar o cargo de superintendente regional nos Estados. O cumprimento do artigo nº 10 do decreto 8762/2016 foi determinado pelo ministro Blairo Maggi, como resposta à operação Carne Fraca, deflagrada em maio, que escancarou a influência de partidos na escolha de superintendentes. Curso superior e estágio comprobatório também serão exigidos dos candidatos.

Mais combustível

Erasmo Carlos Battistella Presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil
Erasmo Carlos Battistella Presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Crédito:JOÃO CASTELLANO / AG. ISTOÉ)

No mercado de biodiesel desde 2005, o empresário gaúcho Erasmo Carlos Battistella é um dos principais líderes do setor e preside a entidade que reúne os fabricantes do combustível desde a criação, em 2011.

As metas de aumento de biodiesel no diesel serão cumpridas?
Atendemos o fornecimento de 8% de biodiesel para o diesel e temos condições de antecipar as metas do governo de aumento do percentual. Já sinalizamos que podemos fornecer 9% da mistura em setembro próximo e 10% em março de 2018, um ano antes do que o planejado.

É possível aumentar a produção?
Temos uma ociosidade nas fábricas de biodiesel de 40% da capacidade. O aumento da produção é importante para o Brasil porque geraria mais empregos e diminuiria a importação. Os fabricantes de caminhões e ônibus, inclusive, já fazem testes com o diesel com 20% de biodiesel.

O preço do biodiesel está competitivo em relação ao diesel?
Atualmente, o biodiesel sai das fábricas por R$ 2,10 por litro, já incluídos os impostos estaduais e federais. É um preço competitivo em relação ao do diesel na refinaria. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível, o diesel saiu no mês passado das refinarias por um preço mínimo de R$ 2,20.

Há o risco de quebra no abastecimento, como houve com o etanol?
Não. Além da capacidade industrial e da disponibilidade de matéria-prima, temos duas vantagens: a possibilidade de armazenar por até doze meses os grãos e uma produção melhor distribuída pelo País, que reduz os riscos climáticos.

Transgênicos
Área cresce 7,3%

2
Divulgação

A área plantada com soja, milho e algodão transgênicos na safra 2016/2017 aumentou 7,3% em relação ao ciclo anterior e atingiu 49,1 milhões de hectares. Conforme a consultoria Céleres, a área representa 93,4% do total de hectares semeados com essas culturas.O maior avanço foi registrado no milho safrinha, cultura em que as sementes transgênicas representam 91,8% do total semeado ou 726 mil hectares, incremento de 15,4%.

Aftosa
Roraima é zona livre

7
Divulgação

O Brasil está mais perto de ter todos os Estados reconhecidos como livres de febre aftosa com vacinação. O Ministério da Agricultura aprovou o novo status sanitário Roraima, que possui 784,1 mil cabeças, em abril deste ano. Agora, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) precisa fazer o mesmo. O pedido será encaminhado no dia 8 de setembro à OIE e a decisão deverá ser anunciada em maio do ano que vem.  Amazonas e Amapá são os únicos dois Estados brasileiros que ainda não possuem o status alcançado por Roraima e somente Santa Catarina é considerada livre da doença sem vacinação.

Conab
Nova etapa de fiscalização

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) iniciou, em abril, a terceira etapa de fiscalização de estoques públicos de 2017. Técnicos da Conab inspecionarão armazéns públicos e privados dos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia e São Paulo. A expectativa da Conab é fiscalizar 583.257 toneladas de grãos entre arroz, café, milho, feijão, trigo, farinha e fécula de mandioca em 44 armazéns do País.

9

10

12

13