Notícias

Louis Dreyfus Company registra lucro líquido de US$ 71 mi 1º semestre

São Paulo, 7 – A Louis Dreyfus Company (LDC), uma das maiores tradings de commodities no mundo, reportou nesta segunda-feira, 7, lucro líquido de US$ 71 milhões no primeiro semestre de 2019, encerrado em 30 de junho, queda de 44,5% em relação ao reportado em igual período do ano passado de US$ 128 milhões. A receita no período totalizou US$ 17,5 bilhões, recuo de 6,1% na comparação anual.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) avançou 8% no mesmo intervalo, para US$ 439 milhões.

A LDC informou, ainda, um declínio de 6,9% nos volumes embarcados. A queda no volume, segundo o grupo, foi parcialmente compensada por um mix de produtos mais favorável.

Em comunicado para a imprensa, a companhia afirmou que, apesar das “difíceis condições comerciais globais” apresentou um desempenho resiliente no período com investimentos em integração vertical entre segmentos e regiões geográficas.

“A LDC alcançou bons resultados no primeiro semestre de 2019, em um ambiente particularmente desafiador”, disse o CEO global da LDC, Ian McIntosh, no documento.

Entre os obstáculos do período, o grupo destacou as tensões comerciais globais, o excesso de oferta global, as condições climáticas irregulares e a disseminação da peste suína africana (ASF, na sigla em inglês) na Ásia.

“Vemos essas condições adversas de mercado persistirem durante o segundo semestre de 2019, e esperamos uma recuperação da lucratividade em 2020, à medida que continuamos a implementar nosso plano de negócios”, apontou McIntosh.

O segmento de Merchandising do grupo LDC, que engloba as operações de café, algodão, arroz e açúcar, registrou aumento de 35% no resultado operacional, na comparação entre os primeiros semestres de 2019 e 2018, para US$ 270 milhões.

Em contrapartida, o segmento da Cadeia de Valor, que reúne as plataformas de oleaginosas, grãos, sucos, frete e mercado global, obteve queda de 29,9% na variação anual do resultado operacional, totalizando US$ 225 milhões.

A LDC citou entre os investimentos realizados no período a abertura de capital (IPO) da Luckin Coffee na Nasdaq, o IPO da Leong Huo International na Bursa Malaysia e o início das obras da nova fábrica de rações aquáticas de alta qualidade na China.