Notícias

Maioria das Bolsas de NY fecha em alta, com Powell e techs

As bolsas de Nova York fecharam em sua maioria em alta nesta segunda-feira, com o índice S&P 500 renovando seu recorde histórico pela 53º vez no ano, e sendo acompanhado pelo Nasdaq. O discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, em Jackson Hole seguiu sendo observado, impulsionando os índices pela postura acomodatícia apresentada na sexta-feira.

Ações de grandes empresas de tecnologia tiveram algumas das altas mais relevantes, enquanto uma forte queda nas aéreas limitou os ganhos dos índices.

O índice Dow Jones recuou 0,16%, aos 35.399,84 pontos, o S&P 500 subiu 0,43%, aos 4.528,79 pontos, e o Nasdaq teve alta de 0,90%, aos 15.265,89 pontos.

O Danske Bank aponta que as ações terminaram na semana passada em alta, com Powell dando aos investidores um pouco mais de tempo para aproveitar um cenário de estímulo aos ativos de risco. “Os ganhos foram amplos, mas os investidores tiveram uma preferência clara por ações cíclicas e de pequena capitalização”, aponta o banco dinamarquês, que em relatório descreve que foi “interessante ver o efeito do discurso nos mercados, e nem é preciso dizer que o Fed e Powell terão um impacto enorme nas ações no segundo semestre”.

Nesta semana, as atenções se voltam para a publicação dos dados de emprego nos Estados Unidos, com o payroll na sexta-feira representando uma importante medida do quadro no país.

Entre os destaques, a ação da Apple subiu 3,04% após crescerem especulações de que o próximo iPhone contará com tecnologia de comunicação baseada no espaço, o que tornaria chamadas possíveis mesmo fora do alcance das operadoras de rede. Já a Paypal também avançou, com ganho de 3,64%, após a CNBC informar que a companhia estuda a possibilidade de lançar uma plataforma de negociação de ações para seus usuários.

Por outro lado, as ações das principais companhias aéreas recuaram mais de 3%, após a União Europeia retirar os EUA da lista de países considerados seguros para retomar viagens. Os papéis da American Airlines (-3,51%), United Airlines (-3,77%) e Delta Airlines (-3,88%) foram pressionados. Outra queda de destaque foi da corretora Robinhood, de 6,89%, no quadro de prolongada volatilidade da empresa desde seu IPO há algumas semanas.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?