Hippus

A marcha do Arabian Show

Crédito: Divulgação

Os criadores de cavalo árabe marcaram presença na 79ª Expogrande, em Campo Grande (MS), no mês passado, com a realização da 18ª Expogrande Arabian Show. Promovida pela associação brasileira de criadores da raça, a feira abriu a temporada 2017 das exposições desses equinos no País. O objetivo da mostra foi fomentar a raça e apresentar sua versatilidade em três dias de provas, de 7 a 9 de abril. Cerca de 70 animais participaram de competições de conformação, cross country, salto, tambor e baliza. Com um rebanho de cerca de três mil equinos de sangue árabe (puro sangue, cruza-árabe e anglo-árabe), Mato Grosso do Sul é o quarto maior Estado criador de animais da raça no Brasil.

Crioulaço histórico

84
Luis Felipe Ulbrich

No mês passado, o parque de exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), recebeu a fase final do Crioulaço. Dos três dias de provas, a grande final, realizada em 23 de abril, foi considerada a mais desafiadora da história da modalidade. As provas se estenderam por 16 horas ininterruptas. Em geral, o último dia de competição leva pouco mais de cinco horas para definir os campeões. Cerca de 1,2 mil atletas de todo o País, com seus respectivos cavalos, disputaram R$ 70 mil em prêmios nesse evento que integra o calendário de esportes da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Crioulos.

Mangalarga Day

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga promoveu em abril, em Ribeirão Preto (SP), o 1o Mangalarga Day. O objetivo da entidade foi dar início a um trabalho de fomento da raça na região. Contando com uma programação de provas funcionais e de habilidade, o evento reuniu cerca de 60 competidores e um público de 1,5 mil visitantes.

Congresso de bons negócios

83
GV FOTOGRAFIA

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalo da raça Quarto de Milha (ABQM) promoveu, em abril, o 27o Congresso Brasileiro da raça, em Avaré (SP). No evento foram vendidos 208 animais em seis leilões. O faturamento chegou a R$ 10,2 milhões, 25,9% a mais que o resultado do ano passado, quando os remates totalizaram em R$ 8,1 milhões. A ABQM contabilizou um público de cerca de 40 mil pessoas e cinco mil conjuntos de competidor e cavalo. Eles participaram de 19 modalidades esportivas, em provas de trabalho, conformação e de desempenho animal.

Cânter

85
Divulgação

A aparência vale muito mais do que se pensa, especialmente ao se tratar de cavalos. Essa é a crença do psicólogo Daniel Schneider, diretor do Centro Gaúcho de Formação em Equinocultura (Cegafe). O especialista promove cursos de avaliação morfológica destinada à formação do criador, mostrando quais características são importantes na escolha de um animal de competição ou mesmo de lida para a fazenda.

Qual a importância dessa avaliação?
No caso da raça crioulo, ela representa praticamente 35% da nota de uma prova funcional.

Quais os principais aspectos avaliados?
Os aspectos fenotípicos, como cabeça, tipo racial, angulações, aprumos e volume, além dos aspectos biomecânicos.

No que essas características podem influenciar?
Os aprumos e as angulações, em relação à biomecânica, por exemplo, vão influenciar nas andaduras de um cavalo. A suas características positivas serão determinantes para um bom animal.

Qual o valor de um animal bem avaliado?
Os grandes campeões da raça crioulo, de modo geral, têm um valor agregado importante no resultado final. Muitas vezes, passam de R$ 1 milhão.