Notícias

México amplia cota de importação de carne de aves e pode favorecer País, diz ABPA

São Paulo, 24 – O México renovou as cotas de importação de carne de aves, conforme decisão publicada nesta sexta-feira no Diario Oficial de La Federación, da Secretaria de governo do país norte-americano. A informação é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A nova cota, de 55 mil toneladas, é adicional à primeira publicada pelo México em 2013, de 300 mil toneladas, e se refere a produtos inteiros e cortes frescos ou congelados.

Desde a abertura do mercado, o México ganhou destaque na pauta de exportações de carne de frango do Brasil. A expectativa é que o país se mantenha entre os principais destinos dos produtos brasileiros.

O presidente da ABPA, Francisco Turra, diz em comunicado que nestes últimos seis anos, a associação tem dedicado grande atenção à parceria construída com os importadores mexicanos. “O país é um importante consumidor e importador de proteína animal e a renovação da cota representa uma oportunidade para o Brasil, em um mercado internacional cada vez mais pressionado pela demanda asiática.”

De janeiro a abril, o México importou 16,4 mil toneladas, volume que foi 50% menor que o montante efetivado no mesmo período do ano passado por causa do fim das cotas até então vigentes, explica o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin. “Temos boas expectativas quanto à retomada do ritmo dos embarques para o México, que se transformou em um dos mercados prioritários para os exportadores brasileiros”, conclui.