Economia

Milho 2ª safra, trigo, soja e arroz puxam revisão da safra em julho ante junho

Crédito: Arquivo / Embrapa

A safra será de 250,5 milhões de toneladas este ano (Crédito: Arquivo / Embrapa)

Rio, 11 – A expectativa de uma colheita maior de milho de segunda safra, trigo, soja e arroz levou ao ajuste positivo da previsão para a safra nacional de grãos em 2020, segundo os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de julho, divulgado nesta terça-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A safra será de 250,5 milhões de toneladas este ano, 3,1 milhões de toneladas maior que a previsto em junho.

Na passagem de junho para julho, destacaram-se as revisões nas estimativas de produção do feijão 3ª safra (9,7%), aveia (6,9%), trigo (6,0%), milho 2ª safra (3,2%), arroz (1,8%) e soja (0,2%). Houve redução na previsão de cevada (-1,1%), feijão 1ª safra (-2,9%) e feijão 2ª safra (-4,0%).

+ Produção de soja terá recorde de 120,1 milhões de t em 2020, diz IBGE
+ No PR, colheita de milho safrinha alcança 51% da área plantada, diz Deral

Em números absolutos, os destaques foram as variações do milho 2ª safra (+2,2 milhões de toneladas), trigo (+416,7 mil toneladas), soja (+231,3 mil toneladas), arroz (+196,0 mil toneladas), aveia (+70,5 mil toneladas) e feijão 3ª safra (+48,5 mil toneladas). As reduções ocorreram no feijão 2ª safra (-42,9 mil toneladas), feijão 1ª safra (-40,0 mil toneladas), milho 1ª safra (-11,2 mil toneladas) e cevada (-4,6 mil toneladas).

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro