Notícias

Milho: INTL FCStone eleva estimativa da safrinha e exportação do Brasil

São Paulo, 02 – A consultoria INTL FCStone elevou a sua estimativa de produção de milho segunda safra em 2019 no Brasil de 71,695 milhões de toneladas para 72,425 milhões de toneladas, o que representa um recorde. Para a primeira safra de milho, a FCStone manteve a previsão de produção do ciclo 2018/19 em 28,033 milhões de toneladas.

A FCStone aumentou de 35 milhões para 36 milhões de toneladas a sua perspectiva de exportação do País em 2019. A consultoria também elevou a projeção de demanda doméstica de 62,5 milhões para 63 milhões de toneladas, diante de embarques aquecidos de carnes.

Conforme a consultoria, a disponibilidade do cereal no mercado doméstico aumentou. “Mesmo com expectativas para as exportações muito positivas, as estimativas para os estoques finais da safra 2018/19 ficaram acima de 17 milhões de toneladas”, afirmou, em nota, a analista de mercado da FCStone Ana Luiza Lodi. A elevação na previsão de produtividade de Mato Grosso do Sul e de Goiás ocasionou o aumento da projeção para a safra de inverno. A FCStone assinalou o plantio feito mais cedo em 2019 e o clima favorável durante o desenvolvimento.

Do lado da demanda, Ana Luiza destacou que as exportações de milho começaram a ganhar força mais cedo neste ano, com resultado acima de 1 milhão de toneladas já em maio. “Com as perdas nos EUA, o Brasil deve ter espaço para embarcar volumes maiores, principalmente neste segundo semestre, com grande potencial de atingir um recorde”, projetou.