Geral

Ministros de Agricultura da AL e do Caribe reúnem-se para discutir pandemia

Crédito: Reprodução/FAO

Os ministros de Agricultura dos países da América Latina (AL) e do Caribe vão realizar uma reunião virtual para discutir a agricultura na covid-19 e no pós covid-19, nesta segunda-feira (13), às 14h (Crédito: Reprodução/FAO)

São Paulo, 13 – Os ministros de Agricultura dos países da América Latina (AL) e do Caribe vão realizar uma reunião virtual para discutir a agricultura na covid-19 e no pós covid-19, nesta segunda-feira (13), às 14h. É a segunda vez que os ministros do setor se reúnem para falar de agricultura na pandemia. A primeira reunião foi convocada pelo Chile e ocorreu em abril. A ministra Tereza Cristina deve participar do encontro virtual.

A reunião foi convocada pelo México e é organizada pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

+ Tereza Cristina: debate sobre sustentabilidade deve crescer em cenário pós-covid
+ Bolsonaro critica ‘desinformação’ e ‘pânico disseminado’ por causa da pandemia 

“O objetivo deste fórum virtual é reiterar a importância de continuar produzindo; a agricultura não deve parar porque é a única maneira pela qual garantimos alimentos para toda a sociedade. Também é muito importante que isso seja feito sem impedir a troca de produtos entre nossos países”, afirmou em comunicado o secretário de Agricultura e Desenvolvimento Rural do México, Víctor Villalobos.

O diretor-geral do IICA, Manuel Otero, vai levar para a reunião o tema do potencial da produção e comércio da agropecuária como principal motor de recuperação da economia no pós covid-19, pois não apenas no Brasil, mas em vários países da região, as exportações do agronegócio estão crescendo durante a pandemia, enquanto o total de exportações da região cai.

Outros temas que serão debatidos pelos ministros são: segurança alimentar, protecionismo, barreiras sanitárias e fitossanitárias para as exportações da região e melhora dos serviços nacionais sanitários e fitossanitários, sanidade agropecuária, estímulo à validação da integração regional e apoio às cadeias agroalimentares.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro