• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias05/08/2022

Molon diz que PT pressiona PSB a deixá-lo sem verbas de campanha

05/08/22 - 21h43min

O deputado Alessandro Molon (PSB) afirmou na tarde desta quinta, 5, que petistas pressionam o PSB a não repassar recursos para asfixiar financeiramente sua campanha ao Senado. Horas após a decisão da Executiva Nacional do PT de manter no Rio a aliança em torno da candidatura de Marcelo Freixo (PSB) ao Palácio Guanabara, Molon reafirmou que nunca houve acordo para que ele abrisse mão da disputa em favor do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), André Ceciliano (PT). O deputado federal disse ainda que manterá sua candidatura a senador e fará campanha por Freixo e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Há uma forte pressão do PT para que o PSB retire os recursos da nossa campanha para forçar uma desistência. Estamos lançando hoje uma campanha virtual para arrecadar recursos para a campanha. É uma pressão indevida. Espero que o PSB não concorde com essa pressão", afirmou Molon, ao lado de representante da Rede, Cidadania e PSOL, partidos que apoiam a sua candidatura.

A campanha de financiamento coletivo tem apoio da produtora Paula Lavigne.

Ao aprovar a manutenção do apoio à candidatura de Freixo, a Executiva Nacional do PT contrariou a executiva fluminense da sigla, que defendia o rompimento com o parlamentar. O partido ameaçava deixar a coligação com o PSB no Estado caso o pessebista não desistisse da candidatura. Sem acordo, Molon e Ceciliano devem disputar o voto da esquerda para senador pelo Rio em outubro.

A pressão para que Molon desistisse da disputa aumentou nas últimas semanas. O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, tentou interceder. Mas a decisão do deputado de manter a candidatura já era considerada irreversível. O grupo que apoia Ceciliano inicialmente propunha retirar o apoio a Freixo e se juntar à campanha de Rodrigo Neves (PDT) ao Palácio Guanabara. Na quinta, 4, porém, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ligada a Lula, defendeu a manutenção da aliança. Ceciliano e o dirigente Washington Quaquá recuaram do rompimento.

Molon lidera as pesquisas de intenção de votos mais recentes, empatado tecnicamente com o atual senador Romário (PL), candidato à reeleição. Na sequência, aparecem o ex-prefeito do Rio Marcelo Crivella (Republicanos), o deputado bolsonarista Daniel Silveira (PTB) e o deputado estadual André Ceciliano (PT), de acordo com levantamento da Real Time Big Data divulgado na última semana de julho.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais