Negócios

Na trilha do agro 4.0

Com wi-fi nativo, nova versão da picape Chevrolet S10 une conectividade e desempenho a serviço do produtor rural

Crédito: BRUNA LUCENA

CONECTADA A Chevrolet S10 tem wi-fi nativo que pode ser compartilhado por até sete aparelhos simultaneamente e funciona a 15 metros de distância do veículo (Crédito: BRUNA LUCENA)

AS10 é conhecida dos brasileiros há mais de um quarto de século. Desde seu lançamento, a montadora Chevrolet tem feito atualizações para tornar a picape não apenas mais eficiente e segura como altamente tecnológica. Essa evolução fica evidente com a chegada de novos recursos de conectividade voltados para atender as demandas de seu principal público-alvo: o setor do agronegócio. Por isso, a nova versão da S10 traz wi-fi nativo – diferencial que tem impulsionado a procura pelo modelo. Segundo dados da Fenabrave, entidade que representa os distribuidores de veículos no País, a Chevrolet S10 é hoje a mais vendida do segmento, com 4.798 unidades emplacadas em agosto. Foi o melhor mês para o modelo desde 2014. A top de linha High Country (a partir de R$ 264.850), uma das cinco versões oferecidas atualmente, saltou de 5% para 20% de participação no total de vendas.

Dá para entender o motivo de tanto interesse. Seu wi-fi nativo tem capacidade de conectar até sete dispositivos simultaneamente. Esse diferencial, segundo a Chevrolet, atraiu um novo público premium do agro. “Historicamente, a evolução da Chevrolet S10 esteve vinculada às necessidades dos clientes do agronegócio”, afirmou Rodrigo Fioco, diretor de Marketing de Produto da Chevrolet. Como é sabido, os produtores rurais vêm adicionando cada vez mais tecnologia a suas atividades por meio de máquinas conectadas e sistemas de monitoramento. “A Chevrolet percebeu esse movimento e incluiu uma série de recursos que colaboram para a realização dessas tarefas, garantindo acesso à internet de dentro do carro”. E de fora também, já que o sinal chega a até 15 metros do veículo. Segundo o executivo, essa funcionalidade leva em conta as demandas da agricultura 4.0 para quem precisa de conexão estável em localidades distantes dos grandes centros. “Nosso objetivo é facilitar não só o deslocamento, mas dar apoio às atividades do agronegócio por meio de alta tecnologia e conectividade embarcada”, afirmou.

Mesmo para quem não precisa controlar máquinas agrícolas, o wi-fi da S10 é uma garantia adicional de segurança, sobretudo em estradas. Ele permite acionar serviços remotamente por meio da Central OnStar, como socorro em caso de emergência e atendimento a panes mecânicas ou elétricas, por meio do Road Service, além de rastreamento veicular. E a central multimídia Chevrolet MyLink, com tela de oito polegadas sensível ao toque, espelha o celular sem necessidade de cabo.

CARGA De acordo com a GM, foram vendidas cerca de 17 mil S10 com a conectividade embarcada. O sistema OnStar foi ativado em 97% do total, fazendo com que a S10 seja o veículo mais conectado de toda a linha Chevrolet no Brasil. A região Centro-Oeste (GO, DF, MS, MT), reconhecida pela forte atividade agropecuária, registrou uma fatia importante das vendas: 21%, perdendo apenas para as regiões Sul/Sudeste.

Equipada com motor turbo diesel de 2.8 litros que gera 200 cv, a picape se destaca também pela dirigibilidade. A reportagem da Dinheiro Rural testou o modelo em trechos urbanos, estradas asfaltadas e de terra. Além da capacidade de carga (1,2 mil kg) e do amplo espaço interno, merece destaque o sistema de frenagem autônoma de emergência. A garantia de que o carro irá parar antes de colidir torna qualquer viagem mais tranquila.