O Campo Digital

Nexus Hub seleciona startups até 7 de outubro

Processo seletivo é gratuito e inclui workshop de modelo de negócios Canvas a todos os inscritos

Crédito: Divulgação

Campo de Ideias: as startups, empresas que amadurecem cada vez mais rapidamente, vêm ganhando a confiança dos produtores e atraindo mais investimentos dedicados à inovação (Crédito: Divulgação)

A fim de dar espaço a ideias para bons negócios, o Nexus – hub de inovação do Parque Tecnológico São José dos Campos seleciona até o dia 7 de outubro empresas e projetos para seu programa de incubação e aceleração.

Podem participar desde empreendedores com ideias ainda no papel até startups já estabelecidas. Os candidatos passarão por duas etapas de avaliação – modelo de negócio e poder de execução – além de workshops e pitch.

Enquanto a incubação é focada em jovens empresas de base tecnológica, a aceleração tem foco em startups digitais, jovens empresas com grande potencial para crescer de forma rápida. Assim, o programa de incubação é de até dois anos e o de aceleração dura até um ano.

O Nexus está voltado ao estímulo e à criação de novos empreendimentos baseados em negócios inovadores com alto valor agregado e de base tecnológica, que atuem preferencialmente nas seguintes áreas: aeroespacial, automotiva, agrotecnologia, eletrônica, energia, fintech, tecnologia da informação, internet das coisas, industria 4.0, meio ambiente, smart cities e saúde.

“Nosso programa tem papel de puxar o desenvolvimento e o fortalecimento do ecossistema de inovação da região, unindo forças e posicionando São José como uma cidade empreendedora, pronta para receber novas startups”, explica Alexandre Barros, gestor de empreendedorismo e inovação do PqTec.

As inscrições são gratuitas. Um diferencial desta seleção é a possibilidade de o candidato se inscrever mesmo que ainda não tenha CNPJ constituído. As propostas podem vir de qualquer cidade.

“Estar em um parque tecnológico é um grande diferencial para todos os perfis de startups, por conta da rede de parceiros, de mentores e de investidores, além das universidades aqui instaladas”, analisa Barros. Clique aqui para outras informações.